Neste último domingo, 7 de outubro, o Brasil foi às urnas para a escolha de deputados, senadores, governadores e presidente. Em momento de grande instabilidade política, o resultado eleitoral foi destacado pela interferência da maior operação anti-corrupção do país, a Lava Jato. Conforme resultados eleitorais, destacaram-se que candidatos excêntricos sobressaíram perante tradicionais políticos. A bomba da Lava Jato, com toda a repercussão de denúncias, reverteu-se na escolha de políticos brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Segundo painel da Folha de São Paulo, a Lava Jato não apenas deu efeito eleitoral em 2016. Mas, agora, em 2018, os resultados da operação apareceram com mais vigor nas urnas eletrônicas, mostrando que grande parte de candidatos envolvidos com denúncias e alvos da operação não conseguiram se reeleger.

Nas regiões mais desenvolvidas do Brasil, candidatos que estavam no poder por muitos anos acabaram sendo atropelados por novos nomes da política. Um exemplo é o PSDB, que perdeu em várias disputas para cargos e também o PT.

Publicidade

No momento, o partido do ex-presidente Lula, condenado a 12 anos por corrupção e lavagem de dinheiro, vive um momento de "vida ou morte" para a tão acirrada disputa ao Palácio do Planalto. Na corrida do segundo turno estão Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Segundo informações do portal investigativo O Antagonista, 46 alvos da Operação Lava Jato não conseguiram se reeleger.

Entre os tradicionais políticos que não conseguiram vaga, estão: a ex-presidente Dilma Rousseff, que tentou o senado por Minas Gerais, e o petista Eduardo Suplicy, que perdeu para Major Olímpio em São Paulo.

No entanto, há ainda 36 alvos da Lava Jato que conseguiram posicionamento, consequentemente se elegendo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Jair Bolsonaro

Resultados no Paraná

No estado do Paraná, dois nomes tradicionais da política ficaram de fora na disputa pelo governo. Eles são os ex-governadores Beto Richa (PSDB) e Roberto Requião (MDB). Com isso, o político Ratinho Jr., filho do apresentador de televisão conhecido como Ratinho, conseguiu vencer a disputa no primeiro turno.

Resultados para o cargo de presidente

Jair Bolsonaro liderou com votos válidos, seguido pelo petista Fernando Haddad. Em terceiro lugar apareceu o candidato do PDT, Ciro Gomes e, em quarto, Geraldo Alckmin.

O segundo turno presidencial ocorrerá no próximo dia 28 de outubro, até lá serão realizados debates.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo