Uma tragédia aconteceu em Salvador, na Bahia, após um homem não se conformar com o comentário de uma outra pessoa num bar. A vítima que foi morta com 12 facadas nas costas, na madrugada desta segunda-feira (08), teria comentado que votou no candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT) e o agressor não teria gostado desse comentário e deferiu os golpes.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), o assassino teria chegado ao bar gritando que apoiava Jair Bolsonaro (PSL).

O mestre de capoeira, conhecido como Moa do Katende, irritou o agressor e disse que naquele bar as pessoas gostavam do PT. Foi aí que o pior aconteceu. Ele deferiu 12 facadas nas costas de Moa, que infelizmente, não resistiu.

Um amigo do mestre de capoeira tentou ainda ajudá-lo dos ataques, mas não conseguiu êxito. Vale ressaltar que, segundo as informações, o assassino e a vítima não se conheciam.

A comoção nas redes sociais foi enorme. Vários amigos e familiares de Moa afirmaram que ele era uma excelente pessoa. Ele defendia a cultura, o povo negro e lutava por mais dignidade na vida do pobre. A tristeza foi imensa e tudo por uma discussão banal.

Atropelamento

Além dos ânimos acirrados que marcaram as Eleições, outras tragédias aconteceram e famílias viveram um dia de luto. A vice-prefeita de Nobres, cidade que fica a 151 km de Cuiabá, Paulina Dias da Silva, acabou falecendo após ser atropelada quando ia para o local de votação.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Eleições

Ela estava atravessando uma faixa de pedestres, quando uma moto parou para a sua travessia. Entretanto, um carro que vinha atrás, passou pela moto e não teria percebido que a senhora de 64 anos estava passando. O carro atingiu a vice-prefeita que foi socorrida, mas faleceu na Unidade de Saúde. O carro que a atingiu chegou a capotar.

O prefeito tucano Leocir Hanel confirmou a morte dela e lamentou o ocorrido. Paulina chegou a trabalhar para os candidatos da coligação do partido no qual é filiada, o PSD.

Pessoas passaram mal

Muitas pessoas acabaram passando mal no local de votação e perderam suas vidas. Segundo informou o portal G1, uma senhora de 66 anos morreu logo após votar no Colégio Estadual Félix de Almeida, em Itumbiara. Neuza Maria Leite teria passado mal após a votação. Ela chegou a sair da escola, colocou a mão no peito e caiu no chão.

Bombeiros foram acionados, mas infelizmente nada pôde ser feito.

Não será realizada investigação na morte dela, pois foi por causa natural, segundo informou a Polícia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo