Nesta quarta-feira (17), foi divulgado um novo levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas –encomendado pela revista eletrônica "Crusoé" e pela empresa de consultoria financeira Empiricus– sobre a corrida eleitoral à Presidência da República, e Jair Bolsonaro, presidenciável do Partido Social Liberal (PSL), aparece com 60,9% dos votos válidos (ou seja, no cenário em que são excluídos os votos brancos, nulos e os eleitores indecisos), ao passo que Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), detém 39,1% do eleitorado.

Para a realização da sondagem, foram entrevistadas 2.080 pessoas de 162 municípios espalhados por todas as cinco regiões brasileiras (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul) entre os dias 14 e 17 de outubro.

A confiabilidade da pesquisa – sto é, a probabilidade de que ela represente a realidade– é de 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Se forem levados em consideração os votos totais (a somatória de todo o universo de eleitores consultados, incluindo aqueles que ainda não escolheram um candidato e os que pretendem votar em branco ou anular), Bolsonaro surge com 52,9% da preferência, e Haddad tem 33,9%. No entanto, vale ressaltar que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) utiliza o cenário de votos válidos para proclamar o vencedor de uma eleição.

Maioria dos eleitores acredita na vitória de Bolsonaro

O instituto Paraná também colheu dados sobre outros aspectos em relação a Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, tais como índice de rejeição, decisão definitiva do eleitor na escolha de um dos dois candidatos e expectativa sobre quem a população acredita que vencerá o segundo turno das Eleições.

No quesito rejeição, Haddad está à frente de Bolsonaro, sendo que 55,2% dos entrevistados afirmaram que não votariam no petista "de jeito nenhum para presidente do Brasil". De acordo com a sondagem, o candidato do PSL é rejeitado por 38% do eleitorado.

A pesquisa também mediu o índice de certeza de voto dos eleitores, e 90,9% das pessoas que declararam apoio a Jair Bolsonaro revelaram que a sua escolha é definitiva –ou seja, não mudarão de opinião.

Haddad, neste mesmo item, conta com a fidelidade de 85,4% dos votantes.

Outro ponto levantado na sondagem refere-se a quem a população acredita que será o novo presidente, e neste tópico até mesmo uma parte dos eleitores de Fernando Haddad acha que Jair Bolsonaro vencerá o pleito: 71% dos entrevistados disseram acreditar que o ex-capitão do Exército ganhará a eleição, ao passo que 20,1% acham que ex-prefeito de São Paulo sairá vitorioso.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!