O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, foi questionado em uma entrevista ao vivo ao SBT sobre o que achava da atuação do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato. Haddad chegou a dizer que Moro ajudou o Brasil com as investigações, entretanto errou na sentença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o petista, não foram mostradas nenhuma prova contra Lula.

O jornalista Carlos Nascimento conduziu a entrevista que aconteceu nesta quarta-feira a noite (17).

Publicidade
Publicidade

Ele perguntou se Moro teria ajudado o Brasil com seu trabalho na Lava Jato ou foi apenas uma forma de perseguir o PT e Lula. Haddad respondeu: "Acho que, em geral, ele ajudou". Contudo, o ex-prefeito de São Paulo viu um erro do juiz sobre o caso de Lula ao não mostrar provas. Para ele, os tribunais superiores corrigirão esse erro.

O líder do PT foi condenado por Sérgio Moro a 9 anos e meio de prisão na ação penal do triplex que fica localizado em Guarujá.

Publicidade

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) acabaram analisando a sentença do magistrado da Lava Jato e aumentaram a pena de Lula para 12 anos e 1 mês de regime fechado. Lula foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Defendeu Lula

Um pouco antes da entrevista concedida, Haddad defendeu o ex-presidente Lula mesmo sem citar o nome dele. Ele defende que os erros sejam corrigidos, mas sem "jogar a criança com a água do banho".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sergio Moro Lula

Nascimento perguntou a ele se as denúncias da Lava Jato fariam parte do reconhecimento das falhas passadas. Haddad falou que concorda com as denúncias desde que o condenado seja julgado em última instância. Lula ainda tem muitos recursos para impetrar nos tribunais superiores e na visão do ex-prefeito de São Paulo, ele não deveria já estar pagando por supostos erros. Ele defende que Lula possa ter a chance de se defender enquanto há possibilidades, contudo, uma decisão da Corte, em 2016, autorizou que o réu já pode cumprir pena caso seja condenado em segunda instância. Foi o que aconteceu com o líder do PT.

Pesquisas

Nas últimas pesquisas divulgadas, Haddad tem estado bem atrás do candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Ele sabe que sua vida não será fácil e terá poucos dias para tentar reverter a situação.

O ex-presidente Lula ainda se mostra otimista e crê numa reviravolta. Porém, Bolsonaro está vigorando na frente com uma média de 60% da preferência dos eleitores.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo