O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu a informação de seus visitantes de que estariam surgindo apelos para que o candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, renunciasse e deixasse que o terceiro colocado assumisse o seu lugar no segundo turno, no caso, Ciro Gomes. Conforme informações da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, Lula teria respondido: "Isso é uma maluquice".

Tudo começou com uma postagem da vice na chapa de Ciro Gomes, a senadora Kátia Abreu (MDB-GO).

Publicidade
Publicidade

Ela postou em seu Twitter um pequeno manifesto pedindo que Haddad abandone a disputa, renuncie e mostre que, acima do poder, está a vontade de ver um Brasil melhor.

O ex-presidente Lula não gostou da informação trazida pelos visitantes e reiterou que isso não deveria ser feito. De acordo com Lula, a vitória de Haddad é difícil, mas não é impossível. O líder do PT ainda afirmou que, caso ele perca a eleição, o PT pode "qualificar a derrota". Para o condenado pela Lava Jato, o Brasil sofrerá danos enormes, uma grande tragédia. "O tsunami vai e volta", teria dito o ex-presidente.

Lula já está pensando nas próximas Eleições onde haverá novas disputas políticas.

Haddad afastado de Lula

O horário eleitoral para a campanha do segundo turno já começou. O candidato do PT evitou de citar o nome do ex-presidente Lula, que já seria um tipo de estratégia, pois o condenado não estaria tendo boa aceitação do povo. Haddad também evitou de falar muito do PT e afirmou que essa campanha dele é em prol da democracia e não de apenas um partido.

Bolsonaro trouxe em seu programa eleitoral falas de Lula sobre o Foro de São Paulo, que é um grupo ligado às pretensões comunistas e foi criado pelo petista e por Fidel Castro.

Publicidade

Bolsonaro também citou que o país chegou à beira do abismo com o PT e, agora, chegou a hora de mudança. Segundo o candidato do PSL, a cor vermelha não é a da esperança e sim um sinal de alerta para o que não queremos ao nosso país.

União e paz

Os dois candidatos também enalteceram a paz que deve ser referenciada no país. Haddad agradeceu aos eleitores que confiaram nele e disse que a luta pela democracia é o melhor caminho. Ele também chamou aqueles que não votaram nele para pensarem bem e mudarem de ideia para melhorar o país.

Bolsonaro falou em união do país e afirmou que não está envolvido em nenhum escândalo. Segundo ele, a sua voz foi forte nos momentos em que o país precisou. O capitão disse que o Brasil precisa de políticos honestos e patriotas.

Leia tudo