A internet está antenada nas Eleições de 2018, e o assunto da vez é um vídeo vazado de uma suposta cena íntima do ex-prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), e atual candidato ao governo do estado.

No vídeo que vazou na última terça-feira (23/10), Doria estaria com cinco mulheres, que seriam garotas de programa em um motel.

A filmagem da suposta cena polêmica que aparece apenas identificada com a data do dia 11/10/2018, foi divulgada pelo WhatsApp e passou a aparecer também no Facebook e no YouTube, além dos grupos no próprio aplicativo de mensagens.

Publicidade
Publicidade

Assessoria sugere que Márcio França teria vazado o vídeo do Doria

Após o alarde causado pelo suposto vídeo de João Doria, a assessoria do candidato associou a origem do vídeo a Márcio França, candidato ao governo pelo PSB e que disputa o segundo turno com João Doria.

Segundo a assessoria, o vídeo não passou de uma montagem grotesca, e de uma forma baixa de atrapalhar a campanha do ex-prefeito.

Depois da repercussão, João Doria publicou um vídeo ao lado da sua mulher, Bia Doria, explicando que o vídeo íntimo era mais uma fake news e uma montagem.

Publicidade

Ele ainda fala do seu casamento de mais de 26 anos, dos três filhos e do seu amor e respeito incondicional pela família. João também lamenta pelo nível da campanha no estado ter chegado a esse ponto, o que gerou ainda mais repercussão, pois ele estaria associando a divulgação do vídeo vazado ao seu concorrente de maneira direta. Em resposta a Doria, França emitiu uma nota repudiando a divulgação do material íntimo e criticando a acusação feita pela assessoria e pelo próprio ex-prefeito.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Eleições

Doria também afirmou que acionou uma perícia para analisar o vídeo e para tomar futuras medidas judiciais contra os autores.

No debate, também da última terça-feira, entre João Doria e Márcio França, que foi mediado pela Folha de São Paulo, pelo SBT e pelo UOL, Doria falou novamente sobre o assunto e afirmou que após a divulgação do material estaria muito impactado. Já a sua esposa, Bia Doria, foi procurada pelos jornalistas presentes no estúdio e negou publicamente que o vídeo fosse do seu marido.

Ela afirmou que conhece bem o corpo do candidato e que tem certeza de que a gravação é uma montagem.

Ainda nos bastidores do debate, a equipe da campanha de França voltou a reafirmar que considera lamentável a divulgação e repercussão do vídeo. No geral, o tom do debate entre os candidatos foi mais brando do que os anteriores, com foco maior nos projetos de cada um do que nas polêmicas levantadas nesta semana.

A equipe jurídica da campanha de Doria entrou com uma ação destinada a Justiça Eleitoral, para o que seria, segundo o texto, um crime de fake news e difamação em período eleitoral.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo