O ex-candidato à Presidência da República na eleição presidencial deste ano, Ciro Gomes, do PDT do Ceará, concedeu uma entrevista ao apresentador Roberto D´Ávila, do canal de notícias a cabo GloboNews, das Organizações Globo. A entrevista foi exibida na noite da última sexta-feira (09). O candidato derrotado que foi considerado um dos principais nomes da disputa eleitoral de 2018 fez ainda uma análise sobre o presidente eleito, Jair Messias Bolsonaro e também em relação ao papel desempenhado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), como oposição ao próximo Governo, já que o próprio Ciro pretende se cacifar como uma das principais figuras políticas da oposição ao futuro governo.

Publicidade
Publicidade

Com seu velho estilo de volta com os "embates" políticos, o candidato derrotado ao palácio do Planalto fez duras críticas ao Partido dos Trabalhadores (PT) e negou que tenha sido preterido pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao não ser o escolhido pelo PT no que se firmaria como alguém que encabeçasse a chapa presidencial de 2018, numa composição entre PT e PDT.

Ciro Gomes acabou criticando incisivamente o ex-presidente Lula, durante a realização da entrevista ao canal de notícias GloboNews.

De acordo com as palavras de Ciro, "mágoa não seria um sentimento que vale para a política, já que Lula criou o 'nós contra eles' e Ciro se proclama com o 'eles'", segundo o colunista Ancelmo Góis, do jornal "O Globo".

Ciro Gomes ameniza críticas ao presidente eleito Jair Bolsonaro

Ao ser indagado a respeito da eleição de Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes afirmou que o presidente eleito seria um "piloto de avião". Segundo Ciro, Jair Bolsonaro seria um "piloto de avião em que todos estaríamos como passageiros".

Publicidade

Em seguida, o ex-governador do estado do Ceará afirmou que "seria obrigado a desejar que tudo dê certo ao futuro governo Bolsonaro".

Vale ressaltar que nesta semana, durante um encontro entre o candidato derrotado do PT à Presidência do país, Fernando Haddad e o ex-presidente Lula, que encontra-se preso na carceragem da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, no Paraná, o ex-mandatário petista teria comentado com Haddad que "separa questões pessoais das que são relacionadas à política" e teria até mesmo elogiado Ciro Gomes.

De acordo com o ex-presidente Lula, "Ciro Gomes seria um ser humano que vale a pena".

Entretanto, após a realização de uma entrevista juntamente ao jornal "Folha de São Paulo", poucos dias após finalizado o segundo turno da eleição presidencial, Ciro Gomes teria demonstrado um forte ressentimento em relação ao ex-presidente Lula, tendo dito, inclusive, que havia sido "traído pelo ex-mandatário petista e seus asseclas". O principal motivo desse provável ressentimento, trata-se da neutralidade do PSB na eleição presidencial deste ano, algo visto como fruto de uma suposta negociação com a cúpula petista, o que acabou impedindo um apoio da legenda do PSB ao então candidato Ciro Gomes.

Publicidade

Leia tudo