Jair Bolsonaro, pelo Twitter e demais redes sociais, anunciou o diplomata Ernesto Araújo como ministro das Relações Exteriores. De acordo com as palavras de Bolsonaro, Araújo é diplomata de carreira há 29 anos e um "brilhante intelectual".

Em seu perfil em blog pessoal, o diplomata afirma: "quero ajudar o Brasil e o mundo a se libertar da ideologia globalista. Globalismo é a globalização econômica que passou a ser pilotada pelo marxismo cultural.

É um sistema anti-humano e anticristão".

"Obviamente, a escolha foi motivar o Ministério das Relações Exteriores a incrementar a questão de negócios no mundo todo", disse o presidente eleito.

Durante sua campanha, Bolsonaro deu várias dicas de como seria seu governo no trato com o exterior. Disse que não apenas exploraria o nióbio, a fim de realizar melhor comércio com o mundo, mas também cortaria as relações ideológicas no que tange ao trato com o exterior. Ao invés de Cuba e Venezuela, Bolsonaro demonstrou querer realizar comércio com os países chamados primeiro-mundistas, tal como EUA e os mais diversos países que compõem o bloco europeu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Lista de ministro confirmados até o momento

  • Paulo Guedes, na Economia.
  • Onyx Lorenzoni, na Casa Civil.
  • Sérgio Moro, na Justiça e Segurança Pública.
  • General Augusto Heleno, na Segurança institucional.
  • General Fernando Azevedo e Silva, na Defesa.
  • Tenente-coronel Marcos Pontes, na Ciência e Tecnologia.
  • Tereza Cristina, na Agricultura.

Bolsonaro afirmou em campanha que enxugaria o número de ministérios para 15, no entanto, afirmou recentemente que 17 ou 18 deveria ser a estimativa mais acertada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo