O juiz federal Sergio Moro, que ganhou notoriedade pela forma de conduzir a Operação Lava Jato, deu recentemente um novo passo na sua carreira ao aceitar convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro. A partir do próximo ano, Moro atuará como ministro no superministério da Justiça e da Segurnaça Pública.

Ao comentar sua decisão, o juiz federal disse que houve um "certo pesar". Moro cita que 22 anos de magistratura serão abandonados para ele assumir o ministério.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a decisão de Moro leva a inspiração do juiz italiano Giovanni Falcone. Na década de 1980 e 1990, Falcone chamou atenção na Itália por condenar mais de 300 mafiosos.

O que também chama atenção é o fato de Falcone ter assumido um cargo no Ministério da Justiça do país europeu. O apreço de Moro por Falcone já é muito conhecido. O juiz brasileiro cita o italiano durante suas decisões, em recomendações de livros e até para o público.

Assassinato do juiz

Falcone foi morto enquanto atuava no Ministério da Justiça, em 23 de maio de 1992.

O juiz foi vítima de um atentado, sendo assassinado a mando de um mafioso. Giovanni Falcone conquistou prêmios em todo mundo por conta de sua imparcialidade.

Moro fala de juiz

Sergio Moro admitiu, em 2015, durante evento do Lide, que em seus momentos de dificuldades ele lê livros de Giovanni Falcone e percebe que seus casos são muito menos profundos. Com isso, consegue forças para tomar suas decisões.

Novamente, em 2017, Moro citou novamente o juiz, dizendo que se existe alguém que deva receber admiração, esse alguém é Falcone.

Publicidade

Sergio Moro disse que há diversos relatos importantes na carreira do magistrado.

Nesta última sexta-feira (02), Moro enviou nota para os magistrados da Ajufe, e relembrou novamente o juiz italiano.

"Lembrei-me do juiz Falcone, muito melhor do que eu, que depois dos sucessos em romper a impunidade da Cosa Nostra, decidiu trocar Palermo por Roma, deixou a toga e assumiu o cargo de Diretor de Assuntos Penais no Ministério da Justiça, onde fez grande diferença mesmo em pouco tempo. Se tiver sorte, poderei fazer algo também importante, disse em nota.

Decisões de Moro na Lava Jato

Em decisões, principalmente as que visam busca e apreensão e mandados de prisão, Moro cita trechos da obra do juiz italiano. Um exemplo foi na prisão do ex-marqueteiro do PT, João Santana, e também no despacho da primeira fase da Operação Lava Jato.

Mudança brusca na decisão de Falcone

A grande mudança que ocorreu na vida de Giovanni Falcone foi sua entrada para assumir um cargo no Ministério da Justiça durante o Governo de Giulio Andreotti.

Publicidade

Na época, a opinião pública cobrava investigação sobre a Máfia na Sicília. A pressão aumentou após a morte do político Salvo Lima.

Leia tudo