Silvio Santos recebeu, no final da manhã desta quinta-feira, 13 de dezembro, o presidente eleito Jair Bolsonaro para um almoço que ofereceu, segundo o G1, em comemoração ao seu aniversário de 88 anos, completados nesta quarta-feira (12).

Bolsonaro estava em São Paulo, pois se submeteu a uma consulta no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, que fica próximo à residência do dono do SBT, na Zona Sul de São Paulo.

Conforme informações disponibilizadas pela imprensa, o encontro entre os dois não estava previsto.

Publicidade
Publicidade

O presidente eleito estava na companhia da esposa, Michelle Bolsonaro, da filha do casal, Laura, de 8 anos, e do futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, além de assessores e seguranças.

A reunião entre os dois foi informal e Bolsonaro não conversou com a imprensa que fez a cobertura do fato.

Doação para o Teleton

Esse não foi o primeiro contato que Silvio Santos teve com Bolsonaro. Na edição deste ano do Teleton, o presidente eleito ligou para o programa e conversou ao vivo com o apresentador, fazendo uma doação para a AACD (Associação de Apoio à Criança Deficiente).

Durante a ligação, Silvio Santos fez questão de agradecer o contato e a doação do político, e afirmou que em 20 anos de campanha, aquela era a primeira vez que um presidente ligava para contribuir com a causa.

Silvio Santos ainda comentou que deseja que o presidente permaneça 8 anos à frente da presidência do Brasil e que depois o futuro Ministro da Justiça escolhido por Bolsonaro, o juiz Sergio Moro, seja eleito e também fique por dois mandatos no comando do país.

Publicidade

Consulta de Bolsonaro foi para definir cirurgia

A consulta médica a qual se submeteu o presidente eleito nesta quinta-feira no Hospital Albert Einstein foi para definir a data da cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia que Bolsonaro está usando desde que sofreu um atentado à faca, em setembro, quando fazia campanha em Minas Gerais.

O hospital não disponibilizou o boletim médico sobre a consulta e, segundo a assessoria de imprensa da entidade, só o fará com autorização do presidente.

Segundo divulgado pelo site Yahoo, a probabilidade é de que a cirurgia ocorra em janeiro, conforme o previsto. No entanto, por questões de agenda, a mesma poderá ter que ser adiada. Conforme informações dos médicos do presidente eleito, o período de recuperação da cirurgia é em torno de 10 a 15 dias após a cirurgia.

Cabe ressaltar que Jair Bolsonaro e sua equipe assumem a presidência da Republica do Brasil no dia 1 de janeiro de 2019.

Leia tudo