Ao desembarcar em Mangaratiba, Michelle Bolsonaro, que passou as festas de Natal junto com seu marido, o presidente eleito Jair Bolsonaro, acabou chamando a atenção da imprensa e de outras pessoas com uma camiseta que usava.

A estampa trazia uma frase famosa e que repercutiu bastante sobre palavras ditas pela juíza Gabriela Hardt ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante depoimento dele sobre a ação penal do sítio de Atibaia, no mês passado.

Publicidade
Publicidade

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, por corrupção e lavagem de dinheiro.

A frase famosa dita pela juíza a Lula e que estava estampada na camisa de Michelle era: "se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema".

Gabriela substituiu o ex-juiz Sergio Moro, que decidiu aceitar o convite de Bolsonaro para chefiar os Ministérios da Justiça e da Segurança Pública. A frase dela foi uma resposta a Lula após o ex-presidente, no começo do interrogatório, questionar se era ele o dono do sítio ou não.

Publicidade

A juíza não teria gostado do petista agir com suposta demagogia sobre o assunto.

Muitas pessoas viram a atitude de Michelle como uma provocação a Lula. Alguns sites de esquerda criticaram a postura da primeira-dama.

Na manhã desta quarta-feira (26), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho mais novo de Jair Bolsonaro, chegou à ilha. Ele ficará 1 dia no local junto com o pai, depois já retornará de viagem.

Entrevista

Bolsonaro concedeu a sua última entrevista há cerca de 10 dias durante um passeio pela orla da Barra da Tijuca.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Lula

Em relação às movimentações bancárias que envolveram o ex-assessor de seu filho, Flávio Bolsonaro, o novo presidente apenas disse que se tiver alguma coisa errada em relação a isso, que eles possam ser penalizados.

Há nas movimentações um cheque que foi destinado à primeira-dama no valor de R$ 24 mil. Segundo o capitão da reserva, Fabrício Queiroz, ex-assessor do filho, tinha uma dívida com ele.

Críticas a Cuba

Pelas redes sociais, Bolsonaro aproveitou para criticar o governo cubano.

De acordo com ele, Cuba foi favorecida com milhões de impostos pagos pelos brasileiros em nome do Foro de SP. Ele afirmou que por essa razão, acertou em não convidar o ditador cubano para a sua posse. Vale ressaltar que Cuba tinha ótimas relações nos governos petistas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo