O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, desembarcará em solo brasileiro nesta sexta-feira (28) para participar da cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, marcada para o dia primeiro de janeiro. Esta será a primeira vez que um mandatário israelense visitará o Brasil.

Netanyahu será o primeiro convidado a chegar no Brasil para o evento, em decorrência da reunião marcada com Jair Bolsonaro para a tarde desta sexta-feira no Rio de Janeiro.

Segundo à AFP, o primeiro-ministro também se reunirá com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo na terça-feira (01).

O gabinete do primeiro-ministro informou que Netanyahu também deve se encontrar com os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, e com o presidente hondurenho, Juan Orlando Hernández. Membros da comunidade judaica no Brasil e um grupo cristão pró-Israel também devem ser recebidos pelo premier.

Em nota, o gabinete do primeiro-ministro declarou que a visita ao Brasil reforçara intercâmbios comerciais e econômicos entre os dois países.

O estreitamento de Bolsonaro com o governo israelense

O presidente eleito, Jair Bolsonaro nunca deixou de declarar sua empatia com o país do Oriente Médio, durante a corrida eleitoral chegou a declarar que caso fosse eleito transferiria a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, a exemplo do pretendido pelo presidente americano Donald Trump.

Após a vitória em segundo turno a ideia ganhou corpo, o que foi comemorado por Netanyahu, o premier classificou o fato como "histórico", no entanto a postura do brasileiro recebeu grandes criticas, haja vista, que isso poderá prejudicar o comércio do Brasil com os Estados Árabes, grandes importadores de carne brasileira.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Sergio Moro

Na última terça-feira, em sua página no twitter, Bolsonaro afirmou que a aliança com Israel está em curso e renderá bons frutos ao Brasil. Na mesma postagem, Jair Bolsonaro anunciou o projeto de dessalinização da água na região Nordeste que terá como parceiro o Governo de Israel.

Netanyahu vive um dos seus momentos mais difíceis frente ao governo de Israel.

Na última quarta-feira (26) o parlamento israelense aprovou a decisão de convocar eleições antecipadas para o dia 9 de abril.

O futuro do primeiro-ministro é uma incógnita, uma vez que seu nome está envolvido em diversos casos de corrupção. O mandatário está à frente do governo do país do Oriente Médio desde 2009.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo