O vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, acabou causando uma grande fúria no presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, após postar uma nota do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, rebatendo indagações de Maia.

Nesta quinta (21), irritado, Maia disse que não entendia a razão de estar sendo atacado. Ele chegou a dizer que está aqui apenas para ajudar, porém, se acharem que está atrapalhando, Maia afirmou que abandona as suas articulações, já que o presidente da Câmara pode ser um empecilho para a reforma da Previdência.

Publicidade
Publicidade

Ele estava em andamento buscando consolidar uma base aliada que favorecesse a votação do projeto.

O post de Carlos Bolsonaro foi feito na manhã desta quinta-feira (21) e fez Rodrigo Maia explodir de raiva. Ainda mais que o presidente da Câmara estava nervoso com a prisão do seu sogro, o ex-ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, que foi alvo da Operação Lava Jato juntamente com o ex-presidente Michel Temer. Na mensagem, o vereador do Rio de Janeiro compartilhou a resposta de Moro contra Maia, após eles discutirem sobre o pacote anticrime.

Moro havia pedido urgência na aprovação da proposta anticrime e Maia não gostou da forma como o ministro cobrou ele. O presidente da Câmara falou que não conversa com "funcionário de Jair Bolsonaro" e criticou a proposta de Moro, afirmando que o projeto anticrime é apenas um "copia e cola" de um projeto já apresentado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Em contra-resposta, Moro disse que para alguns não há necessidade de se findar os crimes rapidamente, porém, a população precisa disso e sofre com os crimes que assolam o país.

Publicidade

"O povo não aguenta mais", disso Moro.

Em uma publicação através do Instagram, Carlos Bolsonaro levantou uma duvida no ar. Ele quis saber porque que o presidente da Câmara está tão irritado.

Maia pressiona Bolsonaro

Conforme informações do jornal O Estado de S.Paulo, Rodrigo Maia procurou interlocutores do Governo Bolsonaro e deixou um recado. Caso o presidente não conter seu filho, ele abandonaria a articulação para a reforma da Previdência.

Em um churrasco, no dia 16 deste mês, Maia também chegou a dizer para Bolsonaro que deveria haver um basta nas redes sociais, pois isso poderia prejudicar o governo.

Entretanto, o capitão afirmou que era impossível controlar milhões de seguidores nas redes sociais.

Leia tudo