O ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Santos Cruz, foi entrevistado pelo jornalista Roberto D’Ávila, no programa "Conexão Roberto D'Ávila", da GloboNews, nesta última segunda-feira (1º). Recentemente, Santos Cruz recebeu ataques vindos do escritor Olavo de Carvalho. Durante a entrevista, o general alfinetou o escritor dizendo que ele teria uma personalidade histérica.

Durante a entrevista, ele evitou polemizar o tema de confusão com o escritor. Contudo, declarou que é preciso ter muito cuidado: "a gente tem de tomar muito cuidado quando está lidando com uma personalidade histérica".

No início desta semana, Olavo de Carvalho disse que o general Santos Cruz "simplesmente não presta". As críticas vieram complementadas com falas de que o ministro, segundo o escritor, trata Bolsonaro como um "jovem desmiolado". Olavo avaliou que neste momento, o general ofende todos os brasileiros que nele depositaram confiança.

A polêmica entre os dois teve início após Santos Cruz dizer ao jornal Folha de S.Paulo que Olavo de Carvalho utiliza de expressões chulas e apresenta desequilíbrio. O escritor não gostou em nada da declaração e enfatizou que recentemente havia até elogiado o general, porém agora acredita que o ministro deve um pedido de desculpas.

Além do mais, o escritor chegou a dizer que está sendo alvo de uma campanha difamatória por parte de políticos e jornalistas e que nem mesmo uma equipe de cem advogados conseguiria lidar com a quantidade de processos que devem ser realizados contra os ataques que vem sofrendo.

Ditadura

Além de alfinetar o escritor, Santos Cruz comentou sobre a ditadura. O general disse ao jornalista Roberto D'Avila que não ocorreu golpe militar em 1964. Entretanto, reconheceu que o longo regime de 20 anos seguiu com características de uma ditadura. Santos Cruz, porém, declarou que nem todas as ditaduras seriam iguais.

Além do mais, disse que a população e a imprensa apoiaram a deposição de João Goulart e enfatizou que a sociedade teve papel fundamental, já que as pessoas saíram às ruas para se manifestar.

O general Santos Cruz avaliou que o atual período "sempre distorce" através da questão ideológica dos fatos. Dessa forma, relata que é necessário cada um tirar suas próprias conclusões, pois há sempre uma tentativa, segundo o general, de "massificar" os acontecimentos.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Santos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!