A revista Veja afirma ter tido acesso a um áudio onde o ministro Sergio Moro alerta o deputado Celso Russomano (PRB-SP) sobre vazamentos que ainda estão por serem revelados. A reunião foi feita nesta quarta-feira (12), e Moro afirmou: "vai ter mais vítima para aparecer". Vale ressaltar que o ex-magistrado, por ser ministro da Justiça e Segurança Pública, possui informações privilegiadas da Polícia Federal, onde acompanha todas as investigações sobre os ataques sofridos contra sua privacidade.

Segundo a Veja, o áudio foi obtido através de uma ligação do repórter ao celular do parlamentar através do aplicativo WhatsApp.

Segundo a matéria, Russomano teria atendido a ligação sem querer. Existem alguns trechos do áudio que são inaudíveis, contudo, dá para ouvir que Moro comentava sobre parlamentares que também foram vítimas de hackers.

No último domingo (9), o site The Intercept Brasil divulgou diálogos entre Moro e o procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, onde falavam sobre supostas estratégias que envolviam processos da Operação Lava Jato. Embora Moro se manifestasse sobre o caso dizendo não ter nada de mais, ele acabou sofrendo muitas críticas e desgaste. O site disse que recebeu as informações de uma fonte anônima. A Polícia Federal está investigando uma suposta ação criminosa de hackers.

Reunião entre Moro e Russomano

A reunião entre Moro e Russomano aconteceu às 14h30 desta quarta (12) e foi realizada no gabinete do ministro. Uma terceira pessoa identificada como Lucas também teria participado desse encontro.

De acordo com as informações da Veja, Moro teria dito para o deputado que outros parlamentares também tiveram seus celulares invadidos por hackers.

Russomano comentou que precauções estão sendo tomadas diante disso. Segundo o deputado, "foi tirado o sistema do ar, foi mudado a senha de todos os funcionários, de todo mundo, porque estava tudo vulnerável, tudo, tudo, tudo, é absurdo". O parlamentar também ressaltou a importância de trabalhar para que os dados fiquem sempre protegidos.

Ao citar sobre novas vítimas, Moro enfatiza um "cenário positivo" para tratar com o deputado sobre novas "iniciativas". Entretanto, a reportagem da Veja não conseguiu distinguir quais seriam as medidas comentadas pelo ex-magistrado.

Na reunião, Russomano pergunta a Lucas sobre como funciona a cebolinha, referindo-se provavelmente ao navegador Tor, que possui como ícone uma cebola. Esse navegador seria o mais seguro para navegar.

Procurados pela Veja, nem Moro e nem o parlamentar Celso Russomano decidiram comentar sobre a reunião, pelo menos até a publicação desta matéria.

Siga a página Lava Jato
Seguir
Siga a página Sergio Moro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!