De acordo com uma publicação da revista Veja desta terça-feira (18), visitantes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por corrupção e lavagem de dinheiro, admitem que o petista está muito feliz e vivendo os seus melhores momentos em sua cela especial.

A razão disso é em decorrência dos vazamentos de diálogos que envolveram o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, e o procurador da República e coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Publicidade
Publicidade

Vale ressaltar que eles tiveram conversas divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

De acordo com a coluna Radar, de Robson Bonin, entre todos os assuntos que o ex-presidente conversa na cadeia com seus advogados e visitantes, o calvário de Moro e Dallagnol tem prioridade.

Segundo a reportagem, Lula tem dito uma frase curta ao se referir às matérias do site The Intercept Brasil. Para o líder do PT, Moro e Dallagnol “vão sangrar 90 dias”.

Publicidade

Não foi mencionado na matéria se Lula sabe de alguma coisa que ainda não foi divulgada e pode abalar o ministro e o coordenador da força-tarefa de Curitiba, ou se o petista está apenas na torcida para que os problemas do ministro de Bolsonaro aumentem. Uma das intenções de Lula e sua defesa é que os processos que foram julgados por Moro na Lava Jato sejam cancelados.

Nas conversas divulgadas os advogados de Lula veem Moro e Dallagnol combinando o desfecho dos processos para que Lula seja prejudicado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Sergio Moro

No entanto, o ministro da Justiça já afirmou que não vê nada de mais nesses diálogos. Além disso, se colocou a disposição do Congresso para explicar e tirar dúvidas sobre todas as conversas entre ele e Dallagnol.

Análise de recursos

Os advogados do ex-presidente Lula pediram nesta terça-feira (18) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o tribunal leve em consideração as mensagens privadas entre Moro e Dallagnol que foram divulgadas.

Dessa forma, a defesa pede que o petista cumpra pena em sua residência, no regime aberto.

O ponto principal defendido pelos advogados é que a ação penal do caso do triplex de Guarujá seja revertida e lula consiga a mudança do regime de prisão.

Em suma, a defesa também já havia entrado com recurso do Supremo Tribunal Federal (STF) para que Lula fosse solto mediante as atitudes de Moro. No próximo dia 25, os ministros analisarão essa questão.

Publicidade

Lula pede que os tribunais considerem nos julgamentos todos os detalhes que foram divulgados pelo site The Intercept Brasil. Há supostas orientações de Moro sobre novas operações. No entanto, o ministro alega que os diálogos não possuem nada de mais e ele ainda se colocou a disposição do Congresso para uma audiência sobre esse assunto.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo