O crime cometido contra o Pastor Anderson do Carmo, 42 anos, na madrugada de domingo (16), colocou a família da Deputada Federal Flordelis, 58 anos, na mira da Polícia e dos investigadores. Anderson foi assassinado logo após chegar em casa com a esposa Flordelis, por voltas das 4 horas da madrugada.

A polícia já sabe que pelo menos dois, dos 55 filhos do casal, estão envolvidos no assassinato do pastor.

Publicidade
Publicidade

Na tarde desta terça-feira (18), Agentes da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí e do Ministério Público Estadual (MPRJ) estiveram novamente na casa da deputada. Desta vez os investigadores estiveram na residência com o objetivo de encontrar o celular que pertencia a Anderson.

O aparelho seria entregue à investigação pela pastora Flordelis, mas a mesma alegou que o mesmo havia desaparecido.

Publicidade

Nessa visita à casa da deputada, os policiais recolheram os celulares e aparelhos eletrônicos de todos os adultos residentes no imóvel.

A intenção é encontrar o celular do pastor, pois eles acreditam que o mesmo possa ajudar a elucidar a autoria do crime. Além disso, a polícia pediu a quebra de sigilo telefônico dos dois filhos suspeitos de envolvimento na morte do pai. Não se sabe ainda se tem alguma outra pessoa envolvida na execução do pastor, nem se essa visita à residência teve como objetivo algum outro mandato de prisão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Filho de Flordelis confessa participação no crime

Lucas, de 18 anos, um dos filhos adotivos do casal já confessou à polícia que foi um dos que cometeu o crime contra o pai. Ele disse em depoimento que praticou o ato a mando do seu irmão Flávio, 38 anos, filho biológico de Flordelis e adotado por Anderson Carmo.

Segundo o depoimento de Lucas, eles planejaram a morte do pai após descobrirem que o mesmo mantinha uma relação extraconjugal.

A intenção era defender a mãe Flordelis que estava sendo traída pelo pastor.

Lucas foi preso no domingo durante depoimento sobre a morte do pai, pois o mesmo tinha um mandato em aberto por envolvimento no tráfico de drogas, quando ainda era menor de idade. Flávio foi preso durante o enterro do pai, pois o mesmo tinha uma mandato em aberto por violência doméstica.

Flávio passou mal na delegacia

Lucas e Flávio, os dois filhos da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), suspeitos de envolvimento na morte do Pastor Anderson, estão presos e sendo ouvidos a respeito da morte do pai.

Publicidade

Flávio passou mal na manhã desta terça e precisou de atendimento médico na delegacia onde se encontra detido.

Ele teve crise de pressão alta com muitas dores de cabeça. O Samu chegou no local por volta das 10:30 e pouco depois das 11 horas foi embora, após fazer o atendimento ao mesmo. Ele continuou preso no local depois que foi atendido.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo