O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), voltou a dar declarações controversas sobre a pandemia do coronavírus que atinge o mundo. Na tarde desta quinta-feira (26), antes de chegar ao Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro disse que a população brasileira precisa ser estudada, pois conseguem “pular no esgoto” e sair sem pegar nenhuma bactéria.

De acordo com informações do Portal G1,a fala em questão foi após um repórter perguntar a Bolsonaro sobre a situação do Brasil frente à pandemia do novo coronavírus.

O presidente foi questionado por vários jornalistas se ele acha que o país chegará na mesma situação dos Estados Unidos.

É preciso destacar que o primeiro caso confirmado nos Estados Unidos foi há apenas um mês atrás e nesta quinta-feira, os Estados Unidos se tornaram o país com o maior número de casos confirmados do novo coronavírus. Os norte-americanos contabilizam 81.977 infectados, à frente da China, que tem 81.285 casos. Os dados são do site BNO News.

Ao responder a pergunta dos jornalistas, Jair Bolsonaro disse que centenas de brasileiros já foram infectados pelo vírus, mas acabaram adquirindo anticorpos.

Segundo o ponto de vista de Bolsonaro, isso é maravilhoso, pois ajuda a não espalhar “isso daí”.

Bolsonaro diz que Brasil não ficará igual aos EUA

Ainda respondendo a pergunta feita anteriormente, o presidente afirmou que a situação do Brasil não irá se igualar á dos Estados Unidos e logo depois fez a fala em questão sobre a população do Brasil que, segundo ele, “não pega nada”.

Após ser questionado durante a entrevista de o governo federal tem algumas estratégia para implementar o “isolamento vertical”, Jair Bolsonaro respondeu que os brasileiros precisam aprender a cuidar de si mesmos.

O isolamento vertical consiste em apenas grupos considerados de risco fiquem isolados de quarentena.

É importante salientar que os posicionamentos do presidente frente a pandemia do covid-19 são extremamente contrários ao que é orientado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo a OMS, a única forma efetiva do vírus não se espalhar tão rapidamente é com o isolamento social.

De acordo com Jair Bolsonaro, o Ministro da Saúde , Luiz Henrique Mandetta, também esta convencido disso.

O presidente voltou a falar sobre o isolamento vertical e afirmou que para isso funcionar precisa que cada família se organize e cuide das pessoas que estejam nos grupos de risco, como idosos, diabéticos e pessoas com doenças que baixam a imunidade.

Bolsonaro ainda falou que o governo está estudando uma proposta para usar alguns hotéis que estejam fechados para acolher idosos e colocar em prática o isolamento vertical.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!