Com o avanço do novo coronavírus no Brasil, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a construção de mais um hospital de campanha, desa vez no estádio Ícaro de Castro Mello, que fica no Complexo Constâncio Vaz Guimarães, próximo ao Parque Ibirapuera, na zona sul da capital paulista.

De acordo com informações cedidas pelo G1, o hospital que será construído em pouco tempo, contará com grande suporte médico, com 240 leitos de baixa complexidade e 800 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e paramédicos. O objetivo da criação do hospital, segundo o governador, seria ampliar o atendimento para as pessoas que tiveram com suspeitas ou até mesmo com a confirmação do novo coronavírus.

Até o momento, informações do Ministério da Saúde aponta que o estado de São Paulo foi o mais atingido com o vírus no país, com 371 mortes e pouco mais de 5.000 pessoas contaminadas com o vírus.

Pelas redes sociais, diariamente, informações e dicas para evitar o contágio do vírus são divulgadas nos perfis do Governo paulista. Agentes da área da saúde ressaltam a importância da colaboração da população paulista, tendo em vista que muitas pessoas continuam descumprindo as medidas de quarentena.

Dicas para coibir o contágio do vírus

Baseando nas informações do Ministério da Saúde, as dicas essenciais para evitar o contágio do novo coronavírus é: lavar bem as mãos em água corrente com bastante sabão, seguido do uso moderado do álcool em gel, usar luvas descartáveis e evitar lugares de grande aglomerações, tendo como exemplo: bancos, mercados e lojas de comércio.

Além dessas dicas, é aconselhável evitar contato físico, como exemplo: abraços, beijos, apertos de mão e outros contatos físicos. Seguindo essas estratégias, de acordo com profissionais da área da saúde, as chances para o contágio do vírus são mínimas. Mesmo com tamanha informação a respeito da doença, muitas pessoas não levam a sério as medidas de prevenção.

Brasil

Além de João Doria, outros governadores estão tomando medidas para ajudar a população em relação ao surto do vírus. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, informou que o sambódromo e o estádio do Maracanã serão usados em prol da população. O sambódromo servirá para abrigar moradores que se encontram em situação de rua e o Maracanã para a construção de uma unidade hospitalar para atender infectados do vírus.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!