O secretário de saúde do Reino Unido, Matt Hancock, anunciou nesta terça-feira (21) que uma vacina contra o novo coronavírus começará a ser testada em humanos no país a partir da próxima quinta (23). O governo britânico afirma ter investido 20 milhões de libras no desenvolvimento da vacina, realizado pela Universidade de Oxford.

Nesse período de pandemia, foram registrados no Reino Unido mais de 17 mil mortes por conta da Covid-19.

Se a vacina elaborada por cientistas surtir efeitos positivos, as doses estarão disponíveis a partir do mês de setembro.

Organização Mundial de Saúde

Diariamente, atualizações a respeito das consequências referentes ao novo coronavírus são divulgados pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Nesse período de quarentena, foram registrados cerca de 177.415 mortes, 681.477 recuperados e 2.563.384 casos confirmados da doença.

Os países que estão sendo mais atingidos com a pandemia do novo coronavírus são os Estados Unidos, Espanha e Itália. Os presidentes dos países citados estão tomando medidas recomendadas pelo Ministério Mundial de Saúde.

Brasil e coronavírus

Os países da América Latina também estão sendo afetados, entre eles o Brasil. Apesar do país não estar entre os mais afetados pelo coronavírus, números relacionados a mortes continuam avançando nas últimas semanas.

De acordo com as últimas informações do Ministério da Saúde, 2.741 mortes foram registradas e 43.079 casos foram confirmados.

Presidente brasileiro e coronavírus

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), se posiciona diferente dos demais presidentes mundiais a respeito do novo coronavírus. Para o atual chefe do Executivo, esse período de quarentena será muito prejudicial para a economia do país.

Com isso, Bolsonaro se posicionou pelas suas redes sociais e até mesmo em entrevistas coletivas informando que a reabertura dos comércios e das atividades profissionais é fundamental para que o país não deixe de produzir.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!