A atriz Regina Duarte agora foi oficialmente exonerada de seu cargo na secretaria especial da Cultura do Governo Bolsonaro. Nesta quarta-feira (10), foi publicada uma edição do Diário Oficial da União no qual constava a respeito da exoneração da atriz, que deixou o cargo na Cultura há mais de 20 dias.

Através das redes sociais, Regina comentou a respeito da novidade que foi publicada pela manhã nesta quarta-feira, a atriz se mostrou aliviada a respeito da oficialização da decisão e publicou uma mensagem no Instagram. “Deu-se #ufa”.

Bolsonaro já havia divulgado a respeito da saída da atriz do cargo na Cultura no dia 20 de maio.

Na ocasião, ele declarou que Regina Duarte iria assumir um outro cargo, desta vez na Cinemateca Brasileira, localizada na cidade de São Paulo.

A Cinemateca é uma instituição responsável por preservar a produção do audiovisual do país e é diretamente vinculada à Secretaria da Cultura, da qual Regina fazia parte no governo Bolsonaro até 20 dias atrás.

A exoneração de Regina foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e também pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. A atriz assumiu o comando da pasta no dia 4 de março, onde foi dada para ela a missão de pacificar o embate entre a classe artística e a indústria da cultura com o governo federal brasileiro.

Sonho de Regina Duarte na Secretaria da Cultura

Na época em que a atriz deixou o cargo no governo, Bolsonaro chegou até mesmo a falar que Regina estava sentindo falta de sua família e informou que ela poderia continuar contribuindo com o governo e com a Cultura Brasileira, ao assumir logo em seguida o comando da Cinemateca em São Paulo.

O presidente ainda completou dizendo que nos próximos dias que fossem seguir a transição da atriz para o novo cargo, seria mostrado a respeito do que ela vinha realizando nos 60 dias em que ficou no cargo da Cultura.

A publicação que foi feita por Bolsonaro na época contou também com um vídeo em que ele e Regina aparecem juntos.

O vídeo foi gravado no Palácio da Alvorada, e na gravação a atriz declarou que foi até a residência oficial do presidente para poder perguntar a ele se ela estaria sendo "fritada" por ele no cargo.

O presidente na ocasião aproveitou para falar que, segundo a mídia, toda semana um ou dois ministros de seu governo são descritos como sendo fritados por ele.

A respeito da declaração, o presidente ainda de justificou falando que o objetivo deste tipo de declaração é causar instabilidade em seu governo, fazendo com que ele seja jogado ao chão. Bolsonaro ainda completou dizendo que não iriam conseguir fazer isso, e garantiu que nunca iria fritar Regina, como estava sendo dito.

Ao fim do vídeo em que os dois aparecem juntos, Bolsonaro ainda declarou que a atriz agora terá o compromisso de acompanhar ele em todas as suas idas à cidade de São Paulo daqui para frente.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!