Vídeo divulgado na noite de quarta-feira (6) nas redes sociais mostra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversando com apoiadores. Na gravação, Bolsonaro comenta sobre a invasão de simpatizantes do Governo do presidente norte-americano Donald Trump, do partido republicano, ao Capitólio, sede do Congresso dos EUA.

Crença

Mais uma vez, o Bolsonaro declarou, sem apresentar provas, que acredita ter havido fraude no processo eleitoral norte-americano, que acabou por dar a vitória ao democrata Joe Biden.

Na conversa com seus apoiadores, Jair Bolsonaro é perguntado sobre a situação nos Estados Unidos.

O presidente então diz que está acompanhando toda a situação, pois em suas palavras, é "ligado" ao presidente derrotado Donald Trump.

Imprensa

Jair Bolsonaro afirma na gravação que a imprensa irá dizer que ele disse que houve fraude na eleição, mas que não apresentou provas. O líder do Executivo então afirma que acredita sim que houve fraudes.

Tanto as eleições presidenciais nos Estados Unidos quanto o pleito de 2018 no Brasil, em que saiu vencedor, em ambas as eleições ocorreram fraudes, é o que diz a teoria de Bolsonaro.

Se no caso da eleição do presidente Donald Trump Bolsonaro admite que não tem provas, porém acredita que houve fraude, na eleição presidencial ocorrida no Brasil ele diz que tem indícios de provas.

Fraude nas urnas eletrônicas

Como já havia declarado em outras ocasiões, o morador do Palácio da Alvorada disse que na eleição de 2018 era para ele ter vencido já no primeiro turno.

Segundo o presidente, em 2018, quando as pessoas iam votar 17, seu número, aparecia o número 13, número do candidato petista Fernando Haddad. Mas o contrário não acontecia.

Jair Bolsonaro acrescentou que havia uma "colinha" no número 7 das urnas eletrônicas. Esses são os indícios de fraude que o presidente Bolsonaro diz ter.

Dos países membros do G20, o Brasil foi o último a reconhecer Joe Biden como o novo presidente dos Estados Unidos.

Somente após 38 dias da vitória de Joe Biden que o presidente Jair Bolsonaro decidiu cumprimentar o presidente eleito, que irá assumir no próximo dia 20 de janeiro.

O vídeo mostra apenas Jair Bolsonaro em frente às câmeras. O vídeo foi publicado em um canal que apoia o presidente e há cortes na edição.

Covid-19

O registro dura por volta de 20 minutos e nele Bolsonaro também faz críticas à vacina contra a Covid-19, alegando que ela tem um "caráter experimental". Ele também declarou que os laboratórios não estão divulgando os efeitos colaterais das vacinas.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!