Dois ladrões armados renderam uma família, na segunda-feira (11), para roubar o carro, um Renault Logan, de cor cinza. O roubo aconteceu no final da tarde na Rua Sebastião Wolf, na região de Nonoai, em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Segundo a Polícia, os bandidos abordaram o carro da família e pediram para que os ocupantes descessem. Logo em seguida, entram no veículo e partiram sem perceber que estava levando com eles uma criança de 2 anos, que não conseguiu descer do carro. Ao arrancar com o automóvel, os bandidos ainda chegaram a disparar uma vez, mas o disparo não chegou a atingir ninguém.

Com a criança no carro, os bandidos percorreram pelo menos 1 km. Depois, deixaram a criança na Rua Silvério Souto, no bairro Teresópolis. Ela teria sido resgatada por uma testemunha chamada pelos próprios bandidos.

A polícia foi chamada pela testemunha, pelo telefone 190, para que a criança fosse entregue para a família. A vítima ficou em poder dos assaltantes por cerca de 40 minutos.

Até o momento a polícia não tem pistas da dupla de assaltantes que tentaram roubar a família. O carro roubado ainda não foi localizado e não há pistas dos assaltantes.

Polícia diz que homem encontrado morto a tiros em Planaltina teria feito parte de chacina

O homem que teria sido encontrado morto na quinta-feira passada (7) pode ter feito parte da chacina que deixou três pessoas mortas e outras três pessoas feridas no bairro Planaltina, em Gravataí, três dias antes.

O corpo foi encontrado no mesmo bairro por pessoas da localidade, que chamaram a polícia.

O homem estava com os braços e pernas amarrados e demonstrava claramente sinais de tortura. A vítima também foi atingido diversas vezes por tiros de arma de fogo. Segundo a polícia, há fortes indícios de que o homem teria sido alvo de retaliação ao ataque ocorrido e teria sido morto por traficantes rivais.

A polícia ainda não conseguiu identificar a vítima e investigações estão sendo realizadas para tentar capturar os assassinos.

Mulher é presa em Sapucaia do Sul por homicídio

A prisão de uma mulher foi realizada, na segunda-feira (11), pela Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar da região de Sapucaia do Sul.

Segundo o delegado responsável pelo caso, a mulher teria fornecido uma arma que teria sido usada por sua companheira em um homicídio por conta de desavenças relacionadas ao tráfico de drogas da região.Na ocasião, o alvo das mulheres foi executado com um tiro na Cabeça.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!