Na noite desta segunda-feira (03), um homem de 39 anos de idade foi detido pela Polícia Civil no bairro de Mathias Velho, na cidade de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, por suspeita de ter participado de um latrocínio contra uma senhora de 91 anos, também em Canoas.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Kátia Rheinheimer, da 1ª Delegacia de Polícia, o crime ocorreu no dia 11 de novembro, no centro. Na ocasião, a vítima foi encontrada já sem vida, com os pés e mãos amarrados e amordaçada.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

O preso que foi reconhecido pelos agentes por imagens de vídeos conseguidas nas investigações, possui vários antecedentes criminais por furto e roubo.

Do local do crime ele roubou um iPad, notebook, uma aliança e uma quantia em espécie.

Ele foi conduzido à delegacia onde responderá por latrocínio, tortura e cárcere privado, e depois será encaminhado para uma instituição prisional da região [VIDEO].

Polícia irá reconstruir os fatos de assalto a banco que resultou em morte de refém

O delegado da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), João Paulo Abreu, concedeu uma entrevista à Radio Guaíba na qual ele analisa todo o andamento das investigações relacionados aos assaltos ocorridos nas agências bancárias em Ibirairas, no Nordeste do Rio Grande do Sul, e em Três Palmeiras, na região do Alto Uruguai.

Segundo o delegado, uma reconstrução do crime será realizada para apurar as circunstâncias que levaram à morte do funcionário do banco do Brasil Rodrigo Mocelin da Silva, mantido como refém pelos assaltantes na região de Ibiraiaras.

Abreu menciona, que várias entrevistas foram realizadas por seus agentes a pessoas que estavam nas mediações do local na hora do crime, incluindo os outros reféns da quadrilha que foram libertados. O principal objetivo é procurar entender melhor como ocorreu a morte de Rodrigo.

Na ocasião do assalto, a vítima chegou a ser socorrida e encaminhada para o hospital Autarquia Municipal São José, mas não resistiu aos ferimentos e acabou vindo a óbito.

Isso ofusca muito todo o êxito da operação que apreendeu cerca de 11 armas como pistolas, metralhadoras, fuzis e todo o produto do crime, diz o delegado.

Ainda de acordo com Abreu, por conta da vida perdida, todos os policiais envolvidos na operação não comemoraram o suposto sucesso obtido.

As investigações policiais apontam pelo menos oito assaltantes envolvidos no crime em Ibiraiaras. Na fuga os suspeitos tentaram fugir em dois automóveis e com a perseguição, seis deles acabaram morrendo em confronto com a polícia [VIDEO].