A Polícia Civil prendeu preventivamente na manhã deste domingo (2), um homem suspeito de estuprar uma Mulher que estava desacordada dentro de um automóvel estacionado na avenida Baltazar de Oliveira Garcia, em Porto Alegre, na madrugada do último dia 27. No momento em que cometia o estupro, o autor do crime filmou toda ação e compartilhou o vídeo na internet. De acordo com os agentes, o suspeito confessou a prática dos crimes depois de se entregar na delegacia acompanhado de seu advogado.

De acordo com a delegada responsável pela investigação do caso, Tatiana Bastos, após ele ter sido identificado pela polícia, houve uma grande e extensa negociação com o suspeito para que ele se entregasse, o que ocorreu por volta das 10h deste domingo.

Assim que ele se apresentou na delegacia para dar a versão dele dos fatos, foi dada imediatamente a voz de prisão preventiva contra ele. Após ser interrogado sobre o que havia ocorrido no dia do crime, o homem, que estava na presença de seu advogado, confessou a participação em todos os crimes que está sendo investigado: estupro de vulnerável, divulgação de cena de estupro e também por furto qualificado.

Ainda segundo a delegada, o homem apenas negou que teria ejaculado sobre o corpo da vítima, mas que no vídeo em que ele divulgou na internet isto aparenta ter ocorrido.

"Esse fato ele acabou negando, mas após a perícia iremos saber a realidade dos fatos”, menciona a Tatiana.

A delegada ainda afirma que no depoimento prestado ele não demonstrou nenhum tipo de arrependimento em relação à pratica do estupro, somente pela divulgação das imagens na internet. “Para ele aquela prática não era um crime, e que era algo banal, pois no juízo dele, por aquela mulher estar naquela situação ela merecia”, conta Tatiana.

Após ser ouvido pelos agentes, o homem teve seu material genético coletado para que seja comparado com o material que foi encontrado no interior do automóvel.

Agora preso, o homem poderá pegar até 28 anos de prisão pelos crime de estupro de vulnerável, compartilhamento das imagens na internet e também por furto qualificado, já que foi constatado que alguns objetos e bebidas que estavam dentro do carro de onde a vítima estava também foram retirados.

“Ele será indiciado por estupro de vulnerável porque no momento do ato, a vítima estava inconsciente dentro do carro, por isso da vulnerabilidade”, explica a delegada.

O homem tem vários antecedentes criminais por tráfico de entorpecentes, furto qualificado, lesão corporal no trânsito e também por vias de fato.

Relatos da vítima no dia do crime

A vítima, que possui 37 anos, teria procurado a delegacia da mulher no dia seguinte em que ocorreu o abuso.

Ela mencionou que saiu de uma festa acompanhada de um homem que lhe deu carona, os dois estavam sob efeito de bebidas alcoólicas. No meio do caminho resolveram parar para comprar mais bebidas e depois acabaram adormecendo dentro do veículo.

Se aproveitando da situação, um outro homem que percebeu o carro parado na via teria entrado no veículo e estuprado a mulher, e em seguida divulgou um vídeo na internet em que ele aparece molestando a vítima.

A mulher mencionou na delegacia que só percebeu o que houve após ter visto as imagens na internet.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!