Nesta terça-feira (14) ocorreu uma reunião na Favela da Rocinha afim de discutir os impactos do Turismo por dentro das favelas. O evento contou com profissionais, estudiosos e gestores na área. A discussão terá continuidade amanhã (15) e serão abordados assuntos como o impacto positivo e negativo que o turismo pode causar nas comunidades e também o futuro sustentável das atividades turísticas. O local de encontro foi a Biblioteca da Favela da Rocinha, localizada na zona sul do Rio de Janeiro.

O turismo nas favelas está em alta no mundo, e começou aqui no Brasil em 1992, quando Marcelo Armstrong levou um grupo de turistas para conhecer a Favela da Rocinha. Sua empresa 'Favela Tour' hoje é muito procurada por "gringos" que querem conhecer as Favelas por um lado mais interior. O mercado hoje cresceu muito e é possível contratar várias empresas que disponibilizam este serviço.

Em média, a Favela da Rocinha recebe dois mil turistas por mês, entre eles brasileiros e estrangeiros.

E é possível contratar pacotes de serviços com passeios a Jeep, moto, vans ou a pé com guias turísticos. O turismo ganhou força após as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) serem instaladas no local, o que passa aos turistas a sensação de uma maior segurança.

Opiniões divididas

Grupos ativistas defendem a tese de que esse tipo de serviço apenas expõe os moradores e exploram a pobreza nas comunidades.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Turismo

Tita Tepedino, um dos organizadores do Evento, afirma que um, entre os principais motivos desta reunião, é discutir meios para que o turismo, acima de tudo, respeite as comunidades e os moradores das favelas. "Estamos promovendo esta discussão com diferentes públicos para que sejam levantadas todas as possibilidades de se viabilizar um turismo sustentável e digno, que respeite as comunidades.", explicou o organizador.

Outro ponto positivo, segundo Tita, é que os moradores por meio do turismo são capazes de mostrar o lado bom da favela, como a cultura, tradição e sua arte, e não só as fraquezas que é muitas vezes o centro das atenções.

Alguns temas que serão abordados durante este encontro são "Dados da Economia da Favela" e "Rede de Profissionais de Turismo". O evento está sendo organizado pelo Rio + Social junto a Secretaria Estadual e Secretaria Municipal de Turismo

A Favela da Rocinha fica é atualmente considerada a maior favela do Brasil, somando cerca de 70 mil habitantes.

O Rio de Janeiro se prepara para receber grandes eventos em breve, o Rock in Rio acontece neste ano, no mês de setembro e, em 2016, o Rio recebe o maior evento esportivo do Mundo, as Olimpíadas Rio-2016.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo