Rian Britto, filho de Nizo Neto e Márcia Brito e neto do humorista Chico Anysio, foi encontrado morto no dia 3 de março em uma praia, na cidade de Quissamã (RJ). Inicialmente, o rapaz havia sido dado como desaparecido e os pais diziam que ele não tinha problema com drogas ou qualquer outro tipo de vício, nem depressão. Porém, após a morte ser confirmada, os pais revelaram que ele já fez uso de chá oferecido em rituais como o de ayahuasca (Santo Daime).

A polêmica começou quando a mãe do jovem relatou nas redes sociais que ele havia ido algumas vezes ao “Porta do Sol”, que é um Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência e que lá fez uso de um chá. No post, ela insinuou que das práticas do centro, dirigido pela atriz Leona Cavalli, teriam contribuído para a morte do neto de Chico Anysio.

Segundo ela, o rapaz foi ao centro quatro vezes em 2014 e, de lá para cá, ele mudou de comportamento.

Depois das acusações, o caso entre as duas deverá ser resolvido na justiça. Nísio Neto, filho de Chico Aysio, não quis falar sobre a relação da atriz com a “Porta do Sol”. Ele contou ao site Ego que só a conhece pela televisão e que essa discussão é entre a Global e sua ex-mulher.

Ao mesmo tempo, o humorista confirmou que o uso do chá certamente colaborou com o fim trágico de Rian. Segundo ele, três psiquiatras afirmaram que a bebida pode ser a causa da mudança de comportamento e morte do seu filho, mas que ele não quer saber com quem ele tomou e aonde a ingeriu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

"Eu tenho duas bandeiras para levantar: a das pessoas desaparecidas e a do consumo do Ayahuasca”, afirmou Nizo.

Ele também contou que o filho tinha outro comportamento, antes de consumir o chá. Segundo Nizo, Rian era uma pessoa normal e depois do chá começou a ter delírios e com “uma coisa espiritual” que não era algo que antes estava presente nele. “Entrou num delírio que tinha uma missão e que para essa missão ele não podia comer”, contou o pai que revelho que o filho chegou a pesar 45kg.

“Existe o Rian antes e depois da Ayahuasca”, completou.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo