O povo de uma comunidade do Rio de Janeiro se revoltou na noite desta quinta-feira, 11. De acordo com as primeiras informações, um grupo colocou fogo em um coletivo  na Avenida Dom Hélder Câmara. A confusão aconteceu perto do Shopping Nova América. Houve correria no local e lojas foram fechadas, como conta a jornalista Cássia Coutinho, que através do Facebook pediu ajuda aos familiares e amigos para entender o que estava acontecendo. Felizmente, a situação foi rapidamente controlada no shopping. Já a Avenida Dom Hélder Câmara ficou fechada por mais de meia hora. A interdição foi necessária para o trabalho de policiais e bombeiros. 

A situação aconteceu na Zona Norte da cidade.

De acordo com o portal de notícias G1, a Polícia teria colocado a culpa para o início da confusão em criminosos. No entanto, através do Facebook, moradores da região protestaram contra a morte de uma criança. "Mataram a criança. Chega de violência por parte desses policiais, não vamos mais deixar vocês entrarem aqui", publicou um morador da localidade na rede social. O ataque ao coletivo acontece em meio à Olimpíada do Rio de Janeiro. A avenida onde aconteceu a confusão é uma das mais conhecidas da cidade. A suposta morte da criança teria ocorrido no Morro Bandeira 2.

Imagens publicadas no Twitter mostram o ônibus em chamas e o trabalho dos bombeiros para impedir que o fogo se alastrasse no local. Fotos dos policiais que trabalharam na operação também foram publicadas. A Polícia confirmou ao G1 que houve um tiroteio na região.

Os melhores vídeos do dia

No entanto, a entidade informou que só houve confronto depois que o Batalhão de choque entrou na comunidade e foi recebido por tiros. 

Os agentes foram ao local depois de uma denúncia de crime. Não há detalhes ainda sobre que crime seria esse. Vídeos mostrando um corpo no chão que seria o da criança também foram publicados. Não há informações de que o protesto tenha prejudicado de alguma forma a Olimpíada. Também não há registro de feridos na operação e no protesto dos moradores.