Estão circulando, pela internet, imagens, divulgadas pela polícia e obtidas pela imprensa, do sistema de segurança próximo ao bar em São Gonçalo, onde uma mulher foi violentada por grupo de cerca de sete homens que estão sendo identificados pelo oficiais. De acordo com o Globo News, a mulher estuprada tem 34 anos de idade e não terá sua imagem nem nome revelados, a fim de preservar sua integridade, porém, entrou com uma denúncia contra os bandidos. O Crime aconteceu na madrugada do último dia 17 de outubro.

De acordo com o site de notícias, o vídeo mostra a vítima entrando no banheiro de um bar e saindo. A mulher foi carregada para uma rua escura e agredida no local.

Os bandidos apenas pararam com o ato ao perceber que uma viatura da Polícia Militar se aproximava.

Muitas pessoas estão compartilhando o vídeo nas redes sociais e por meio do aplicativo WhatsApp. Contudo, a polícia alerta que não é preciso que a população envie imagens comprometedoras para a vítima, pois ela é a que foi mais atingida pelo crime e deve ter sua imagem preservada.

A delegada que cuida do caso afirmou que o caso está avançando rapidamente e dois menores suspeitos já foram apreendidos no dia do ato criminoso. Além deles, mais cinco pessoas estão ligadas à prática do Estupro coletivo. Apesar da população estar revoltada com o acontecido, a polícia informou que os nomes não serão divulgados, como aconteceu no caso da jovem estuprada recentemente em uma favela do Rio de Janeiro.

Os melhores vídeos do dia

Os investigadores acreditam que isso atrapalhará o andamento do processo criminal.

Apedido da titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher em São Gonçalo (Deam-SG), a vítima, que está muito abalada com o ocorrido, será encaminhada ao Programa de Proteção a Testemunhas do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Detalhes do crime

O Jornal Extra ofereceu mais detalhes sobre o ocorrido. De acordo com a publicação, a vítima é vendedora e estava em um bar no bairro da Lagoinha junto a um amigo. O periódico afirma que jovens do tráfico a sequestraram de forma violenta no local e a arrastaram até o banheiro para abusar de seu corpo.

Nas redes sociais, muitas pessoas pediram até a morte dos bandidos.

"Tem que matar esses animais. Não são gente", escreveu uma mulher no Facebook.