Nesta segunda-feira (21), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) determinou a prisão temporária de 9 pessoas, consideradas suspeitas de participarem de um confronto contra a Polícia Militar. O confronto aconteceu no último sábado (9).

Durante a operação realizada na Favela Cidade de Deus, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro, o helicóptero da Polícia caiu por volta das 19:30, próximo à Linha Amarela, deixando quatro PMs mortos. O major Rogério Melo Costa, de 36 anos, o capitão William de Freitas Schortcht, de 37 anos, o Subtenente Camilo Barbosa Carvalho, de 39 anos, e o terceiro sargento Rogério Felix Rainha, de 39 anos.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Possíveis causas da queda do helicóptero

As causas do acidente ainda estão sendo apuradas. As investigações estão sendo realizadas pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Ainda não há confirmação do motivo da queda da aeronave.

Uma das maiores dificuldades das investigações foi a interrupção do sinal de transmissão de rádio e do sinal de transmissão de video quando o helicóptero caiu. A Perícia investiga se a aeronave sofreu uma pane ou foi atacada por criminosos da região, dominada pelo tráfico.

A seguir estão listados os nomes dos indivíduos que foram presos por suspeitas de participarem do confronto contra a Polícia Militar no Rio de Janeiro:

  • Carlos Henriques dos Santos;
  • Edvanderson Gonçalves leite;
  • Jardel Teixeira de Oliveira;
  • Leandro de Souza Santos;
  • Leonardo Martins da Silva Junior;
  • Luiz Augusto Ribeiro Vilhena;
  • Marcos Vinicius de Oliveira;
  • Wagner Andrade da Silva;
  • Weverton Rodrigo Gonçalves de França.

De acordo com a justiça, eles são acusados de associação ao crime de tráfico de drogas.

Os melhores vídeos do dia

Segundo a juíza Angélica dos Santos Costas, os locais de busca foram determinados a partir de informações obtidas pelo serviço de inteligência.

Ainda de acordo com a juíza, depoimentos de policiais militares e informações passadas ao Disque Denúncia dão conta de que os nove presos integram a facção criminosa denominada de Comando Vermelho, que comanda o tráfico na região da Cidade de Deus.