O Salgueiro, neste ano de 2018, vem com o enredo “Senhoras do Ventre do Mundo”, que homenageia as mães negras africanas ao longo da história. Esse é o primeiro trabalho do carnavalesco Alex de Souza, que acredita ter escolhido bem o tema 55 anos após o antológico desfile em homenagem a Xica da Silva, enredo de 1963, que rendeu à escola o primeiro lugar. Segundo o carnavalesco, teria sido a primeira vez que uma mulher havia recebido uma homenagem como tema principal de um enredo.

O Samba-enredo que fala da força da mulher negra é de autoria de Xande de Pilares, Vanderley Sena, Dudu Botelho, Leonardo Gallo, Demá Chagas, Renato Galante, Jassa, W Corrêa, Ralfe Ribeiro, e Betinho de Pilares.

A escola começa apresentando um fóssil de 3,2 milhões de anos de Dinknesh, batizada pelos descobridores como Lucy. Seu nome é de origem amarica, idioma oficial da Etiópia, onde foi encontrada, e significa "você é incrível". Mãe ancestral, lembra a importância da África como berço universal.

O Salgueiro também vai falar de mulheres guerreiras que lutaram contra o imperialismo europeu, as que estiveram no Quilombo dos Palmares, do Quariterê e de divindades egípcias como Neith e Ísis. Nos seis setores de seu enredo, apresenta a rainha de Sabá e as matriarcas que serviram de amas de leite dos filhos de seus senhores.

A escola não se esquece das curandeiras, das mães de santo, suas tradições religiosas e encerra falando das escritoras como Carolina Maria de Jesus e Maria Firmina dos Reis. A Acadêmicos do Salgueiro se apresentará na segunda-feira, dia 12 de fevereiro, após a Unidos da Tijuca, Portela e União da Ilha do Governador, sendo a 4ª escola do Grupo Especial, seguida da Imperatriz Leopoldinense e Beija-Flor de Nilópolis, que encerrará a noite de desfiles no Sambódromo.

As rainhas do Salgueiro

Na frente da Furiosa de Mestre Marcão, Viviane Araújo [VIDEO], a grande rainhas das baterias do Carnaval, pelo 11º ano consecutivo. Figura icônica do Carnaval carioca, Vivi Araújo, que está namorando, desde o fim de 2017, o ator Kainan Ferraz, mostrou disposição nos ensaios e muita interação com a agremiação.

A cantora Iza, de 26 anos, desfilará como destaque em carro alegórico que fala das guerreiras que lutaram contra o imperialismo europeu. Um dos seus hits mais conhecidos, ‘’Pesadão’’, teve participação de Marcelo Falcão. A cantora também exibe um corpo digno de uma deusa africana.

O Salgueiro

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro é originária do Morro do Salgueiro, atualmente sediada na Rua Silva Teles, 104, no bairro do Andaraí. Fundada em 5 de março de 1953, portanto, há 64 anos, tem nove títulos de campeã do Grupo Especial e é também uma das maiores vencedoras do Estandarte de Ouro, com seis premiações.

O Salgueiro é hexacampeã do prêmio Tamborim de Ouro, na sua 20ª edição, prêmio que é concedido pelo jornal O Dia Oline aos destaques do Carnaval carioca.

A posição da escola nos últimos 5 anos

  • 2013, 5º lugar com o enredo Fama, de Renato Lage, Márcia Lage, Quinho, Serginho do Porto e Leonardo Bessa.
  • 2014, 2º lugar com enredo Gaia, a Vida em Nossas Mãos, de Renato Lage e Márcia Lage.
  • 2015, 2º lugar com enredo Do Fundo do Quintal, Saberes e Sabores na Sapucaí, de Renato Lage e Márcia Lage.
  • 2016, 4º lugar com enredo A Ópera dos Malandros, de Renato Lage e Márcia Lage.
  • 2017, 2º lugar com enredo A Divina Comédia do Carnaval, de Renato Lage e Márcia Lage.