Um rapaz de 18 anos foi preso nesta quarta-feira (14) suspeito de ter agredido a pauladas dois jovens por homofobia dentro de uma escola na região do Méier, Rio de Janeiro. De acordo com policiais da região, o crime ocorreu no mês passado quando, com as agressões, um dos jovens levou cerca de oito pontos na cabeça. O agressor também seria aluno da escola.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Hilton Alonso, o suspeito se entregou à Polícia com seu advogado logo depois que seu mandado de prisão foi expedido pela Justiça. Na delegacia, o jovem afirmou em depoimento que ele teria sido assediado pelas vítimas, ambas de 19 anos de idade.

Ainda em depoimento, o suspeito relatou que, após ser assediado, ele teria voltado à escola com um pedaço de pau para tirar satisfações com as vítimas. De acordo com o delegado, a versão do rapaz não é muito confiável, pois teria mostrado por parte dele uma certa premeditação ao cometer o crime. Além disso, o suspeito teria se escondido no refeitório da unidade de educação para abordar as vítimas.

Ainda está sendo apurada a participação de outros alunos da escola no envolvimento do crime, sendo que um já teria sido até identificado pela polícia por conta de ter incentivado as agressões. Além disso, o outro suspeito teria ajudado o praticante do crime a se esconder na cantina para armar uma emboscada contra as vítimas.

Ainda há bastante controvérsia nos depoimentos de outras duas pessoas que teriam ajudado o agressor na prática do crime, diz o delegado.

O suspeito foi indiciado pela polícia por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

Cerca de 600 quilos de cocaína são confiscados no porto de Santos

Nesta quarta-feira (14), cerca de 600 quilos de cocaína foram confiscados em uma operação conjunta entre a Polícia Federal e a Alfândega da Receita do porto de Santos.

A droga estava escondida em duas cargas que seriam transportadas para a Europa.

Uma grande parte da droga estaria em uma carga de minérios que seria remetida para Antuérpia, na Bélgica, e, de acordo com os agentes federais, nesta carga havia grandes sacas de minério, as chamadas “big-bags” e em cinco dessas sacas estavam escondidos diversos tabletes de cocaína, com uma totalidade de 605 quilos.

Já em uma segunda carga, de chapas de cobre, com seu destino à Alemanha, o entorpecente estaria escondido entre estrados metálicos, os quais tiveram que ser cortados para a retirada de toda a droga. Nesta segunda carga, a alfândega ainda não sabe a quantidade de droga que teria sido escondida.

A Assessoria de Comunicação Industrial da Alfândega mencionou que a descoberta da droga teve também a participação da Equipe de Condutores de Cães de Faro da Receita, que utilizaram cães farejadores na ação. Também mencionaram que a fiscalização está sendo intensa em todos os portos não só o de Santos, para tentar coibir ao máximo a exportação desses entorpecentes.

Mais de 19 toneladas de entorpecentes já foram descobertos e apreendidos pela Alfândega de Santos e a Polícia Federal neste ano de 2018.

Todas as cargas teriam como destino países da Europa. Na ação ninguém foi preso.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!