Com apenas 3 anos de vida, a pequena Ana Cecília, que lutava desde o seu nascimento contra uma síndrome nefrótica, faleceu no Hospital Santa Izabel, na capital baiana. Ana Cecília adquiriu uma meningite e teve que ser internadas às pressas na unidade de saúde, onde ficou por duas semanas. Ela passou por complicações decorrentes da doença e acabou não resistindo.

Segundo divulgação dos próprios familiares de Ana Cecília, seu sepultamento aconteceu no início da manhã desta sexta-feira (29), no Cemitério do Kadija, em Vitória da Conquista, município localizado no sudoeste da Bahia, onde ela nasceu. Ela morreu no dia anterior.

A história da menina foi acompanhada por milhares de baianos durante vários meses. No ano de 2014, quando tinha apenas três meses de nascida, ela ficou debilitada após contrair uma síndrome nefrótica. Essa síndrome é extremamente rara e seu desenvolvimento afeta os rins, causando um excesso de proteínas na urina e, por consequência, resultava na falta de proteínas no sangue. Ela ainda sofria com um grande inchaço na região abdominal.

Infelizmente, o processo de tratamento não era realizado na cidade de Vitória da Conquista, o que resultou em exatos 70 dias de internação no Hospital Geral do município até que uma liminar remetida pela Justiça determinasse a transferência da menina. Ana Cecília teve que ser transportada por UTI aérea para a unidade do Hospital Roberto Santos, em Salvador, no qual ficou por longos sete meses de tratamento intensivo.

Os melhores vídeos do dia

Família sofre com o triste caso de menina com doença rara na Bahia

Mesmo com toda luta e dedicação dos pais, no mês de julho eles enfrentaram um dos momentos mais difíceis até a presente data. Ana Cecília passou por um momento crítico, quando atraiu uma infecção hospitalar. Foram momentos de desespero para a família e toda a população que acompanhava o caso [VIDEO].

Para piorar a situação, os médicos confessaram que só um milagre poderia ajudar na recuperação da menina, pois em outras hipóteses ela não resistiria, porém, o milagre aconteceu e a menina resistiu à infecção.

Logo após o susto, a criança recebeu alta hospitalar no dia 16 de agosto de 2015. Ela e toda a família retornaram à cidade de Vitória da Conquista. A alegria foi tamanha que o pai de Ana Cecília registrou o momento através de vídeos logo na entrada da cidade. Desde então, a menina era acompanhada por médico do município e aparentemente vivia uma vida sem preocupações.

Nas redes sociais, internautas lamentaram a morte de pequenina e fizeram correntes de orações por toda a família enlutada.