A noite da última quarta-feira (11) foi marcada por um inusitado acontecimento que por muito pouco não resultou na morte de um jovem de 18 anos no interior da Bahia [VIDEO].

De acordo com informações da polícia, o jovem Uillian da Silva Ribeiro precisou ser socorrido até o Hospital Geral de Ipiaú. Os próprios policiais militares prestaram o socorro ao jovem que recebeu três disparos de arma de fogo. Tudo ocorreu por volta das 20h30, no bairro Vila Irmã Dulce, em Ipiaú.

Os policiais ainda afirmaram que o jovem só conseguiu ser atendido por um médico por volta das 21h40, pois devido à gravidade dos ferimentos, o mesmo precisou ser transferido para uma outra unidade hospitalar no município de Jequié, também na Bahia.

Os tiros acertaram o jovem na região do lado direito do peito. Já na unidade de saúde, a mãe do jovem informou como tudo teria ocorrido. Ela afirmou que alguém bateu em sua porta chamando pelo nome de seu filho. Instantes depois, ela percebeu o barulho dos disparos e quando foi olhar, percebeu que haviam acertado o garoto.

“Foi algo rápido, um homem gritou – Uillian, Uillian... – quando ele abriu a porta recebeu os tiros”, contou a senhora Maria Nice Silva Luz, de 53 anos de idade [VIDEO].

Jovem agride a própria mãe e acaba sendo alvejado com três tiros

O que chamou a atenção no ocorrido foi o fato de que minutos antes da tentativa de homicídio, o jovem Uillian teria agredido a sua genitora, utilizando-se de um porrete (que é um tipo de taco ou bastão mais grosso).

A mãe de Uillian ainda afirmou em uma entrevista local que estava jantando após ter feito a comida do jovem, que de modo repentino e sem motivos, pegou o porrete que estava atrás da porta e desferiu golpes contra ela.

Na delegacia, ela afirmou que não foi a primeira vez que o jovem a teria agredido. Ela contou que ele já foi flagrado agredindo um outro morador do bairro. Na residência onde ocorreu o fato moram Uillian, sua mãe e seu padrasto.

O padrasto também afirmou que já chegou a ser vítima das agressões de Uillian. Nos casos anteriores, a mãe do jovem chegou a comparecer à delegacia do município para prestar queixas, onde registrou o boletim de ocorrência (BO).

Nas redes sociais, o caso ganhou grande repercussão, no qual os internautas comentaram o ocorrido como sendo um castigo de Deus para o jovem por ter agredido a própria mãe. “Sou totalmente contra qualquer tipo de violência, porém neste caso, acredito que Deus tenha permitido, pois agredir a própria mãe, ainda mais com um porrete, é um verdadeiro absurdo. Caso ele não morra no hospital, desejo que a Justiça o detenha para que pague pelos crimes de agressão”, comentou um internauta.