A onda de violência não para na região metropolita de Salvador, #Bahia. Desta vez, mais um crime tem chocado internautas de todo o estado. Isso porque o crime foi cometido com requintes de crueldade e teve ainda as cenas registradas através de um aparelho celular [VIDEO].

Dois jovens residentes na cidade de #Camaçari foram brutalmente assassinados. Os criminosos usaram de vários métodos de tortura, tanto físicos como também psicológicos. As vítimas foram identificadas como Emerson Rocha Pereira, de 22 anos, e Micael Nascimento dos Santos, de 21. Segundo informações de parentes, eles haviam desaparecido desde a última quarta-feira (15), dia em que se comemorava o feriado da Proclamação da República.

No dia seguinte ao desaparecimento dos jovens, os familiares passaram a procurá-los em diversos pontos da cidade, pedindo informações a terceiros sobre o paradeiro dos desaparecidos. Todo o esforço foi em vão, pois nenhuma informação foi obtida. A resposta era sempre a mesma; ninguém havia visto.

O que era para ser apenas um desaparecimento acabou se tornando um grande pesadelo, pois, horas depois, algumas imagens passaram a ser compartilhadas no WhatsApp, nas quais mostrava os jovens sendo vítimas de uma grande tortura seguida de execução. Ao se deparar com a cenas, os pais das vítimas ficaram em choque com tamanha crueldade praticada pelos criminosos.

No vídeo, os criminosos demonstram frieza a todo o momento. A crueldade nas agressões parecia não ter mais fim. Uma verdadeira cena de terror em meio a uma mata fechada.

Após jogar os corpos dentro de uma cova, os criminosos utilizam-se de um facão para golpeá-los por diversas vezes. Enquanto isso, um outro criminoso se aproximou das vítimas com um pedaço de madeira a terminou com a execução.

O vídeo gravado foi enviado aos familiares das vítimas pelos próprios criminosos. No vídeo, que pode ser encontrado no Youtube, um dos criminosos afirma: “Mandou pegar nós pega”. [VIDEO]

As vítimas moravam em casas do condomínio 'Minha Casa, Minha Vida', do Governo Federal. Ainda segundo relatos de familiares, os jovens haviam se envolvido em uma briga dias antes do ocorrido. Na briga, Micael acabou sendo alvejado com um tiro de raspão no braço. Ele foi medicado em uma casa de saúde e logo evadiu-se da localidade com medo de ser perseguido pelo atirador.

No último dia 15, os jovens teriam sido vítimas de uma emboscada quando foram buscar uns pertences na região do Cia–Aeroporto. Lá, acabaram sendo surpreendidos pelos criminosos. A polícia agora trabalha para identificar os envolvidos na execução e também o local onde ocorreu o crime, pois até o fechamento desta matéria, os corpos ainda não tinham sido encontrados. #homicídio