Devido a um telegrama de desligamento, recebido por mais ou menos 250 funcionários, no sábado (8), mais de 4000 funcionários, depois de uma assembléia, entraram em greve nesta manhã na GM, em São José dos Campos. A greve é por tempo indeterminado.

Renato de Almeida, secretário geral do sindicato, disse: "Fomos surpreendidos na véspera do dia dos pais com essa ação unilateral da GM e queremos que esse processo seja revertido porque a montadora ainda tem muita gordura pra queimar".

Publicidade
Publicidade

Ainda segundo Renato, o sindicato pretende pedir uma reunião com a diretoria da montadora para solucionar o problema. Ele disse também que outras montadoras no do Brasil já fizeram um corte de mais de 8000 empregos. "Não podemos aceitar que os trabalhadores sejam penalizados e que paguem o preço dessa crisa Política e econômica", disse.

De acordo com o sindicato, estava previsto nesta segunda-feira, 10, o retorno ao trabalho de mais de 700 funcionários que estavam desde março suspensos pelo (STCT).

Publicidade

Estes têm estabilidade por mais 4 meses.

O sindicato da categoria disse após a assembleia que o número exato de demitidos ainda não foi informado pela GM.

A empresa lamenta o ocorrido e disse "estar a disposição para um diálogo construtivo, no sentido de encontrar alternativas para manter a unidade competitiva em um contexto de grande transformação no mercado brasileiro".

A companhia tem feito todos os esforços para evitar o corte dos empregados, incluindo férias coletivas, lay-off e desligamento voluntário.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política

No entanto, essas medidas não foram suficientes diante da  expressiva redução da demanda no mercado brasileiro, que registra queda de 30% desde janeiro do ano passado. 

O objetivo da empresa é adequar o quadro de funcionários à realidade da empresa. "A paralisação da operação da fábrica só contribui para agravar mais a séria crise que afeta hoje a GM e a indústria automotiva", afirma a nota.

Confira também:

https://br.blastingnews.com/sao-paulo/2015/07/lentidao-no-transito-em-sao-paulo-acompanhe-as-principais-vias-00485125.html 

https://br.blastingnews.com/sao-paulo/2015/07/hospital-9-de-julho-abre-vagas-para-estagio-e-emprego-efetivo-00487689.html.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo