Nesta segunda-feira (31), foram divulgadas as imagens das câmeras de segurança de um bar que registraram o momento em que um rapaz agride de maneira violenta sua ex-namorada, de 18 anos, em Álvaro de Carvalho, São Paulo. As imagens são chocantes e mostram o homem deferindo socos, joelhadas, pontapés e tapas contra a jovem que tenta se desvencilhar das agressões desesperadamente.

Segundo a polícia militar, o caso teve Boletim de Ocorrência registrado na terça-feira da semana passada, mas somente hoje as cenas foram divulgadas. O agressor foi identificado como Kelvin Luiz Assis Soares, de 24 anos, e é ex-companheiro da moça agredida.

De acordo com o que consta nos registros policiais, o homem teria uma filha de três anos com a jovem que sofreu a violência. Os dois estariam se separando, depois de quatro anos juntos, e ela já vinha vivendo momentos de pavor ao lado dele. Ao que parece o relacionamento era regado a muitas brigas, o casal estaria se desentendendo devido à separação e a guarda a filha.

A polícia que investiga o caso relatou que a vítima estava em um bar onde tinha ido com uma amiga, quando o ex-namorado que também apareceu no local se aproximou dela e começou a agredi-la covardemente. De acordo com o depoimento da mulher, ela teria ligado para o rapaz para que ele a buscasse, e não esperou pela reação do mesmo.

As imagens chocam devido à violência dos golpes dados pelo agressor. O homem é filho de um vereador na cidade, e deverá ser indiciado por lesão corporal, no entanto, por não ter havido flagrante, ele ainda não está preso.

Os melhores vídeos do dia

As agressões deverão se enquadrar na lei Maria da Penha, e as imagens serão usadas a favor da vítima que só denunciou a violência dois dias depois. A jovem já realizou exame de corpo de delito no IML e está sob medida protetiva contra o ex-companheiro.

De acordo com a Polícia Civil, o homem já tem mais de dez Boletins de Ocorrência registrados em seu nome, por lesão corporal, desacato e tentativa de homicídio. Ele deverá ser ouvido ainda essa semana, e ficará agora à disposição da Justiça. #Crime #Investigação Criminal