A paralisação dos caminheiros chegou ao oitavo dia nesta segunda-feira (28) e, embora algumas vias já estejam sendo desbloqueadas, oficialmente o movimento de greve não parou por completo. Diante dessa situação, postos de gasolina das grandes cidades brasileiras estão fechando por falta de combustíveis nas bombas.

Em São Paulo, maior cidade do país, é difícil achar um local aberto para abastecer.

Publicidade
Publicidade

Aqueles que encontraram não têm tanto motivo para comemorar. O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo de São Paulo (Sincopetro) não sabe de onde está vindo o combustível que abasteceu alguns pontos nos últimos dias.

De acordo com José Alberto Gouvêa, presidente da entidade, as distribuidoras estão fechadas e o produto que saiu contou com escolta policial para chegar ao destino. O destino, no caso, são serviços essenciais da Prefeitura e a própria polícia.

Publicidade

Na Zona Sul de São Paulo, por exemplo, a empresa Transwolff não operou na sexta-feira (25). Retornou no sábado (26) porque no final da noite do dia anterior um caminhão de combustível, escoltado pela Rota e pela Rocam, abasteceu os ônibus da empresa.

Não é somente a gasolina que apresenta problemas na distribuição. Segundo a assessoria de imprensa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), a organização não tem nenhuma informação sobre usinas de etanol que estejam abastecendo os postos da cidade de São Paulo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Petrobras

Em reportagem publicada pelo site da revista Época, o gerente de um posto da Avenida Engenheiro Caetano Álvares afirmou que não sabia de onde vinha o produto que está sendo vendido na rede Singular.

De acordo com ele, a distribuidora não era a mesma que costuma abastecer o local. O posto recebeu 15 mil litros de etanol na noite do último sábado (26). Havia fila no local para abastecer.

Todo cuidado é pouco

Os postos que receberam combustíveis nas últimas horas tiveram um alto faturamento, já que a procura foi grande.

Os motoristas devem tomar cuidado ao abastecerem neste momento de caos.

O combustível de má qualidade pode causar danos ao motor do carro e gerar um grande prejuízo ao dono do veículo. O melhor a fazer neste momento é deixar o carro na garagem e procurar outras opções de transporte.

A expectativa é que a distribuição de combustível seja normalizada nos próximos dias em todo o Brasil e todos os motoristas poderão abastecer seus veículos sem medo do combustível que estará na bomba.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo