Confirmada a morte de pelo menos três crianças em incêndio ocorrido na noite desta sexta-feira (25) em um galpão na zona Leste de São Paulo. De acordo com as primeiras informações, entre as vítimas - que seriam irmãs - está um bebê de poucos meses. As irmãs moravam com a mãe no galpão destruído pelas chamas. A mãe, ainda não identificada, teria sofrido ferimentos e levada para um hospital da região. Todo o drama do resgate foi transmitido ao vivo pelo Facebook. As causas do incêndio estão sendo investigadas.

Pelo menos 60 homens e 20 viaturas do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo atuaram no combate às chamas na noite desta sexta-feira. A Polícia Militar também esteve no local para colaborar com os trabalhos. O galpão está localizado na Avenida Alcântara Machado, na região da Mooca, zona Leste de São Paulo. Dezenas de pessoas acompanharam, aflitos, o trabalho dos bombeiros de perto e milhares assistiram ao vivo a transmissão feita via Facebook.

No vídeo dá para perceber o preparo e a angústia inevitável dos profissionais.

A todo o momento alguém pergunta se há vítimas. Em um determinado ponto da transmissão é possível ouvir o homem que está gravando perguntar de onde partem os gritos. Não se sabe, ao certo, se os gritos eram de algum morador no interior do galpão. Assista ao vídeo gravado pelo Corpo de Bombeiros.

No galpão destruído pelo fogo já funcionou um indústria e atualmente estaria sendo ocupado por sem-teto. A moradia era visivelmente precária, de acordo com o Corpo de Bombeiros. As informações ainda estão apuradas mas, o Corpo de Bombeiros já confirmou os três óbitos.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Relacionamento

Casos de tragédias envolvendo prédios ocupados por sem-teto são comuns no estado de São Paulo. No início de maio deste ano, um incêndio de grandes proporções resultou no desabamento de um prédio de 24 andares no centro de São Paulo. No imóvel viviam cerca de 150 famílias sem-teto. Pelo menos 9 pessoas perderam a vida no desabamento. Entre elas uma criança de 10 anos de idade.

As buscas duraram dias. Os bombeiros usaram cães farejadores para localizar possíveis sobreviventes e os corpos dos desaparecidos.

20 viaturas e 45 homens trabalharam intensamente no local no momento do incêndio. Neste caso, a informação é de que o fogo começou por volta da 1h da madrugada após uma explosão no quinto andar e uma hora depois o prédio desabou. O edifício havia sido usado como sede da Polícia Federal e estava abandonado, oficialmente, havia 17 anos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo