O domingo da família Campos Arraes [VIDEO] será inesquecível, mas da pior forma possível. Felipe Campos Arraes, de 22 anos, foi morto ao tentar defender a noiva em um assalto na cidade de Osasco, na Grande São Paulo.

De casamento marcado para setembro do ano que vem, Felipe e sua noiva [VIDEO] caminhavam por uma rua de Osasco quando dois bandidos se aproximaram em uma moto e anunciaram o assalto.

Em um momento de susto, Rafael, que caminhava segurando uma bicicleta, se jogou em cima do homem que estava na garupa da moto. Ele conseguiu derrubar a moto, mas o bandido se esquivou e quando o jovem caiu ao tropeçar na bicicleta, deu o primeiro tiro.

Em seguida, o bandido aponta a arma para a noiva de Rafael, aparentemente temendo uma reação dela. Com Rafael caído, o bandido pega a bolsa, sobe na garupa e atira novamente no jovem. Os disparos quase pegam na mulher.

As imagens mostram ainda a noiva desesperada, pedindo ajuda. Um primo de Rafael, identificado como Rodrigo, afirmou que a família está muito abalada com a situação. O rapaz acredita que Rafael reagiu no ímpeto de tentar proteger a noiva.

Segundo Rodrigo, Rafael planejava se casar em setembro do ano que vem. A moça era sua primeira namorada e ele também era o primeiro namorado dela. O romance foi interrompido de forma trágica.

Segundo a Polícia Civil e a Polícia Militar, Rafael foi socorrido e encaminhado ao Hospital Jardim D’Abril. Ele não resistiu aos ferimentos causados pelos três tiros que levou e acabou morrendo.

Rafael foi a 10ª vítima de latrocínio em Osasco no ano

A violência em Osasco tem assustado moradores não só da rua onde Rafael foi baleado e morto, mas de todas as localidades da região. Levantamento da Rede Globo mostra que dez latrocínios (roubo seguido de morte) aconteceram na cidade neste ano. No ano passado, foram registrados seis latrocínios.

Em 2017, foram registrados quase 60 mil assassinatos em todo o Brasil. Os números são maiores do que o de países em guerra. Na rua onde o crime aconteceu, moradores estenderam uma faixa pedindo o fim da violência na região. A morte de Rafael está sendo investigada pela polícia local.

Os bandidos estavam utilizando capacete e isso dificulta a identificação. Além disso, a placa da moto estava com um adesivo que impede que seja identificada.

O enterro do corpo da vítima aconteceu nesta segunda-feira (15) e teve bastante comoção por parte dos familiares e amigos que se despediram do jovem de apenas 22 anos morto tragicamente.