Bruno Covas, prefeito de São Paulo, foi diagnosticado com covid-19 no último sábado (13). De acordo com informações da prefeitura do município, Covas testou positivo após realizar exames de rotina. Segundo informações divulgadas pelo G1, o prefeito passa bem e não apresenta sintomas da doença. Além disso, ele recebeu de seu médico pessoal, Davi Uip, a recomendação de continuar trabalhando home office, ficando assim em observação nos próximos dias.

Depois de testar positivo para o novo coronavírus, em vídeo, Bruno Covas afirmou que não pretende se licenciar de seu cargo de prefeito. Covas contou que, após quatro testes negativos, ele acabou testando positivo para a doença.

Bruno ainda disse que agora a recomendação é que ele permaneça isolado em casa, isso já que ele não tem sentido sintomas, por isso, ele esclarecendo não ter nenhum motivo que lhe faça licenciar de seu cargo.

O prefeito afirmou ainda que continuará realizando as reuniões necessárias através vídeo-chamadas, e disse que a expectativa é que ele permaneça isolado por 10 dias.

Bruno Covas faz tratamento contra câncer

Em maio, Bruno Covas teve que ser internado no Hospital Sírio-Libanês depois de sentir desconforto abdominal, contudo, recebeu alta dois dias depois de ter dado entrada na unidade hospitalar. Segundo informações dadas pelo prefeito na ocasião, “os exames evidenciaram quadro de colite autolimitada”, uma inflamação do intestino que sofre uma melhora espontânea.

Além disso, Covas também realiza um tratamento contra um câncer, que foi diagnosticado de início, na cárdia, transição entre o estômago e esôfago. Diante do diagnóstico, ele continua fazendo sessões de imunoterapia contra câncer linfonodos. O prefeito segue sob cuidados das equipes médicas coordenadas pelo professor Dr.

David Up, pelo professor Dr. Roberto Kalil Filho, Dr. Artur Katz e Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer.

Prefeito descobriu câncer em 2019

No dia 23 de outubro de 2019, Bruno Covas sofreu sua primeira internação médica, chegando ao hospital com erisipela, uma infecção na perna. Contudo, seu quadro acabou evoluindo para trombose venosa profunda (coágulos) em sua perna direita.

Em seguida, esses coágulos acabaram subindo para o pulmão de Covas, causando-lhe uma embolia.

Diante disso, em exames para detectar esses coágulos, os médicos acabaram descobrindo um problema mais sério, um câncer na cárdia com metástase no fígado. Após o diagnóstico, Bruno frequentou oito sessões de quimioterapia, porém, de acordo com informações de sua equipe médica, tais sessões não foram suficientes para vencer o câncer.

No dia 28 de abril foi divulgado o último boletim médico sobre o estado de saúde de Bruno Covas. Na ocasião, a equipe Sírio Libanês afirmou que o prefeito continua com câncer nos linfonodos, sendo assim, necessário que ele continue com o tratamento contra a doença através de imunoterapia.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!