O apagão no início da semana em 11 Estados e Distrito Federal, fez com que o Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, viesse a público para falar sobre o sistema elétrico brasileiro. Ele falou que o blecaute não foi causado por falta de energia gerada, e sim por um desligamento preventivo, e aproveitou para nos revelar sua fé, convidando Deus para seu novo assessor, "que fará chover e encherá nossas usinas", disse.

Aproveitou também, para nos dizer como nosso sistema elétrico é "robusto" e, por isso, não haverá racionamento de energia no Brasil.

A questão energia voltou às pautas dos jornais e reacendeu a questão da diversidade da energia brasileira. Uma semana antes do apagão, o site do Ministério de Minas e Energia trouxe uma matéria em que o ministro Eduardo Braga, em visita a Eletrobras nos dias 15 e 16 de janeiro, nos falou que o Brasil conseguiu expandir a geração de energia elétrica, que isso se deve à diversificação energética e que hoje temos o equivalente a uma Belo Monte de energia advinda da biomassa.

E também que nesse ano, 2015, teremos também uma "Belo Monte" de energia eólica.

Mas será mesmo que o Brasil tem uma boa diversidade energética? Como andam as obras de Belo Monte? E a energia eólica no Brasil, está funcionando? E como anda o funcionamento da energia nuclear, a puro valor? E se não chover, como teremos energia? Essas são questões que estão na cabeça do brasileiro. Sendo assim, vamos a algumas respostas:

Usinas hidrelétricas

A energia hidrelétrica é gerada pelo fluxo das águas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Opinião

Hoje, há dois sistemas: o sistema Sul-Sudeste-Centro-Oeste e o sistema Norte-Nordeste, que produzem, as duas juntas, mais de 90% da energia do Brasil.

A hidrelétrica de Belo Monte está indo de "vento em popa". Apesar de muita polêmica e muitos protestos, na semana passada foi enviado um rotor para a unidade geradora da usina.

Energia eólica no Brasil

A energia eólica é a energia vinda dos ventos.

Ela é abundante, principalmente no Nordeste do Brasil, além de ser renovável e limpa.

Segundo o portal da Associação de Energia Eólica do Brasil, há no país hoje cerca de 242 parques eólicos, gerando 3% da energia total. Porém, já há estudos que revelam que o país teria capacidade para gerar 350 gigawatts (GW) de energia, 3 vezes mais do que gera hoje, juntando todos as suas fontes energéticas. Esperamos, então, investimentos.

Usinas nucleares

A importância da energia termelétrica no Brasil é de complementação, ou seja, em anos de grande estiagem, as termelétricas são ligadas para ajudar o Sistema Interligado Nacional (SIN). No Brasil, os combustíveis que são usadas para a queima são: gás natural, petróleo, urânio, carvão e a biomassa.

Os números são conflitantes. Por mais que digam que a diversidade da energia do Brasil está crescendo, é correto afirmar que, na falta de água, ou seja, na falta de funcionamento das hidrelétricas, o país não daria conta de manter a eletricidade adequada.

Agora mesmo, vemos que a situação do Brasil é, no mínimo, desconfortável, ao ficarmos sabendo que o Brasil importou energia dos hermanos, um dia após o apagão.

Pode até ser normal tais transferências de energia com a Argentina, como explicou o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), que diz que essas trocas são feitas em "ocasiões especiais". Entretanto, o que mais nos intriga é a não divulgação desses fatos pelos "órgãos competentes".

E assim, o atual governo segue afirmando: "Não haverá racionamento de energia". Esperemos então.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo