Um caso para se pensar sobre esseAtaque na sede da revista “Charlie Hebdo”.

O presidente francês François Hollande, num pronunciamento ao país afirmou queo terrorismo não atingirá a liberdade.

Afinal, o que é liberdade? O mundo clama porliberdade. Liberdade de imprensa! Liberdade  de expressão!Liberdade de escolha do que fazer com a sua sexualidade,mas,  afinal, o que é liberdade? Será que a liberdade é algo assim tãoabsoluto que se encontra acima do bem e do mal e lhe assegura o direito de agirfora dos valores legais?

E os direitos, ética e moral não cabem nesse bojo? A liberdade tem ou não tem limites?

Esse ataque a sede da revista“Charlie Hebdo” é um caso para pensar se o livre-arbítrio da imprensa não temcomprometimento com a ética,  com o respeito e para com a moralidade. Todoindivíduo, imprensa ou grupo tem o direito de ser livre,   desde queessa liberdade não  atropele  os princípios éticos legais praticadosno seio de uma sociedade organizada.

Atualmente, como é praticado, odireito à liberdade tem que ser repensando.

Os negros, os homossexuais se organizam  e exigem por lei,  limite naliberdade de expressão, no que se restringe a divulgação de matériadiscriminatória. Os religiosos, fundamentalistas ou não, também tem esse direito,nunca lhes foram negados, de exigir porlei, não através da crueldade, seriedade e respeito da imprensa e reflexão maiorno conteúdo da matéria, quando este carrega em si cunhodiscriminatório e denegridor de suas crenças, de suas ideologias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Opinião

O que não é aceitável, é a forma brutal e sangrenta, como foi e é praticada,por esta ou aquela facçãofundamentalista para inibir a liberdade de expressão. O mundo nãoaceita mais  barbárie como essa praticada na sede da revista “ChalieHebdo”, com o propósito de silenciar a imprensa,  de calar o mundo.

Que os culpados sejam capturados,julgados e condenados. Que a morte desses chargistas e  jornalistasnão sejam em vão.

Que a sociedade reflita sobre o terrorismo praticado no mundoe reflita também sobre  a liberdade de expressão da  imprensasatírica, especialmente, essa que foi alvo de ataque na manhã sangrenta dequarta-feira(7) em Paris.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo