Ontem o mundo assistiuaterrorizado o ataque covarde à redação do Charlie Hebdo, revista francesa, cujaspublicações semanais satirizavam o islamismo totalitário utilizando a figura deMaomé em suas charges.

Quarta-feira dia 7 de Janeiro de2015 ficará marcada como uma data de ataques covardes, como o que aconteceu asTorres Gêmeas. A consequência desse dia trágico foi 12 mortos entre editores, cartunistasdo jornal, dois policiais e dez feridos.

Entre os mortos estão alguns dos cartunistasmais conhecidos da revista, incluindo Jean Cabuta, Georges Wolinski, BernardVelhac, e o diretor da revista Stéphane Charbonnier.

A motivação do ataque foi vingaro profeta Maomé. O site do diário francês"Le Figaro" publicou trecho de um dos vídeos do ataque ao jornal emque se ouve claramente um dos terroristas dizendo "Vingamos o profetaMaomé, matamos Charlie Hebdo".

As publicações semanais, duranteanos, se tornaram um dispositivo da esquerda liberal, zombando de políticosconservadores, magnatas, líderes militares e figuras religiosas. Chocando eofendendo por muitas vezes o islamismo, com caricaturas do profeta Maomé nacapa, cuja semelhança visual é proibida de ser reproduzida em algunsformulários do Islã. Isto é algo que poucas publicações ousaram fazer,colocando a revista na vanguarda das tensões entre radicais islâmicos e o Ocidente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Umaprovocação desnecessária aos mulçumanos, ultrapassado a barreira do bom sensouniversal, mesmo dentro dos limites legais da liberdade de expressão.

A revista já estava sob proteçãopolicial, desde um ataque com bomba em 2011. Ninguém foi ferido neste ataque.Nesta época, em entrevista ao jornal Le Monde, Charbonnier disse na sequênciaao ataque: “Prefiro morrer em pé do que viver de joelhos".

Charlie Hebdo foi fundada em1969, seu nome é uma homenagem a Charlie Brown e também ao político francêsCharles de Gaulle. Hebdo é uma versão abreviada da palavra francesa "hebdomadaire,"que significa "semanal" em português.

O fato é que esse tipode provação liberal e expressiva tem o potencial de ser inflamatória e ofensivapara muitos. Deve-se ter cuidado, pois nenhuma cultura é tão invencível como sepensa e nem tão imparcial quanto se precisa. 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo