A Central de Atendimento ao Público do Banco Centraldisponibiliza um novo número aos clientes que desejarem sanar dúvidas ou reclamar sobreserviços bancários: os interessados poderão ligar para o atual número: 145. A partir de hoje(2), o antigo número, que era 0800 797 2345, sai de operação.

O novo número é o padrão estabelecido pela Anatel (AgênciaNacional de Telecomunicações), em que uniformiza para a padronização de trêsdígitos.

Segundo informações da autoridade monetária, o novo número deutilidade pública terá custo de chamada local para todas as localidades doBrasil.

A mudança no número do Banco Central (BC) para reclamações edúvidas é decorrente de um processo de modernização, que visa melhorar a estruturatecnológica da central de atendimento. Um dos principais objetivos, épossibilitar a sociedade serviços de qualidade.

A Central de Atendimento ao Público do Banco Central é oprincipal canal de acesso para que o BC utilize na consolidação do ranking dosbancos, que é um importante instrumento para avaliar, em qual banco, recai omaior número de reclamações.

Em janeiro de 2015, foi divulgado o levantamento mensal peloBC, e a Caixa Econômica Federal liderou o primeiro lugar no ranking dereclamações em dezembro, desbancando o banco BMG, que já estava no topo à cincomeses.

A Caixa Econômica teve 805 reclamações de clientes, que foram feitas a Centralde Atendimento Público do Banco Central, apresentando um índice de 10,84%.

Em segundo lugar está o Banrisul, com um índice de 10,3%, ouseja, 40 queixas foram realizadas a Central. O Santander ocupa o terceiro lugar,com 300 reclamações, e um índice de 9,54%. Por fim, o HSBC, que apresentou 81reclamações e um índice de 8%, juntamente com o Bradesco, que teve um índice de5,69% e 425 queixas.

Para a avaliação dos índices, o Banco Central passou a avaliarsobre o número de clientes da instituição financeira, ou seja, o índice representao número de queixas que foram realizadas contra o banco para cada 1 milhão declientes. O ranking também é composto de reclamações realizadas presencialmente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo