Tornado com ventos de até 200Km/h faz estragos e destruição em bairros da região do estado de Santa Catarina. A cidade mais prejudicada é Xerxense, onde um casal morreu tentando salvar uma criança. O fenômeno da Natureza deixou nesta cidade um grande rastro de destruição. Árvores e torres de transmissão foram derrubados, casas foram destruidas e postes de alta tensão ficaram retorcidos. 14 cidades estão sem energia elétrica.

Mais de 500 famílias ficaram sem teto e centenas de pessoas ficaram feridas, sendo socorridas no Hospital São Paulo e cidades vizinhas. Até uma antiga Igreja não resistiu à fúria do tornado.

O meteorologista Mamede Luiz Melo do INMet (Instituto Nacional de Meteorologia) alerta que um tornado pode acontecer em qualquer região do Brasil e do mundo, menos nos polos. Pois, ao contrário do furacão, o tornado não pode ser detectado com dias ou semanas de antecedência.

Quando é detectado, ele já está acontecendo. Depois que ele se forma, é possível identificá-lo através de um radar, quatro horas antes da passagem.

O Exército, através do Governo Federal, liberou um grupo de militares e vários caminhões para ajudar na limpeza da cidade de Xerxense. Também a Defesa Civil Federal, em uníssono a Defesa Civil de Santa Catarina, está fazendo o dimensionamento dos estragos causados pelo fenômeno da natureza.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Natureza Opinião

Já o Ministério do Trabalho, aguarda o sinal verde do Ministério da Integração Nacional para publicar o ato com o reconhecimento da decretação da emergência ou calamidade pública pelo governo do Estado de Santa Catarina, ou pelo prefeito da cidade de Xerxense, para que possa liberar aos trabalhadores afetados a quantia de até R$ 6 mil. Esta prática já existe para casos de catástrofe naturais.

O Ministro Manoel Dias, que é do Estado de Santa Catarina, afirmou que os trâmites necessários para a liberação do FGTS teve início nesta quarta-feira, dia 22 de Abril, para que as famílias tenham condições financeiras para realizarem a reconstrução das casas destruidas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo