Atualmente o Oriente Médio e fronteiras com países europeus vivem a guerra jihadista,que tem gerado a morte de inocentes em várias partes do mundo. Desde o ano passado, milhares de árabes e africanos tem buscado abrigo em países europeus e motivos para que a Alemanha seja a pátria escolhida não faltam.

Na Alemanha existe uma norma que é contrária ao restante da Europa, que consiste no seguinte: Enquanto a Regulação de Dublin exige que os candidatos a refugiados solicitem o refúgio no primeiro país em que pisam no continente, a Alemanha permite que eles o façam mesmo passando por outros países antes de chegar em território alemão.

Isso diminui as chances de rejeição.

Outro ponto importante é que a população alemã tem diminuído devido à baixa taxa de natalidade do país. Atualmente, a Alemanha dispõe de elevada população acima de quarenta anos e nos próximos anos pode se tornar um dos países com mais idosos do mundo. Por conta disso, o país carece de mão de obra para alguns serviços especializados que as pessoas mais velhas não podem mais executar por conta das limitações naturais do corpo e os refugiados podem ajudar a Alemanha sendo essa mão de obra, não como escravos, mas de forma remunerada, de forma que eles ajudem o país e o país possa ajudá-los a reconstruir suas vidas.

E por fim, a Alemanha dispõe de baixos índices de deportação, ou seja: caso o cidadão estrangeiro solicite refúgio, mas este seja negado, dificilmente a pessoa será deportada.

Mesmo com as facilidades oferecidas desde a semana passada, quando mais de dez mil pessoas já adentraram o país, a Alemanha pode negar solicitações de refúgio de pessoas provenientes de:

  • Kosovo
  • Montenegro
  • Sérvia
  • Senegal
  • Macedônia
  • Bósnia-Herzegovina
  • Gana
  • Albânia
  • Todos os países da União Europeia

Isso se deve ao reconhecimento de que todos os países mencionados são considerados seguros e portanto não cabe refúgio.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Embora não tenha sido citado na lista acima, o mesmo vale atualmente para América Central e América Latina, que não possuem nenhuma situação reconhecida internacionalmente de violação dos direitos humanos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo