A grande questão agora não é discutir qual tragédia é maior ou menor. Tragédias são tragédias. Cada dor é dor! Consequências são piores e isto é o mais preocupante. Ao atacar a França, o Estado Islâmico (sim, porque é um Estado, com todas as implicações que este conceito carrega consigo, embora nem todo muçulmano ou islâmico seja um terrorista) ataca todo o Ocidente.Ressalto aqui que isto parece ser uma generalização, mas não.

Apenas foco nas consequências econômicas e políticas, especialmente quando EUA e Rússia se unem e França já bombardeia a Síria.

Assim como a Grécia é o primeiro berço da Civilização Ocidental, em termos culturais, artísticos, científicos e filosóficos, a França é o solo onde todas as influências gregas um dia renasceram. Paris não é chamada a Cidade-Luz por acaso. O Iluminismo e a Revolução Francesa, só para citar dois exemplos, influenciaram todo o Ocidente.

Nossa Constituição Brasileira não é à toa chamada de Constituição Cidadã, pois foiinfluenciada pela Declaração Universal dos Direitos do Homem. Segundo a Wikipédia, filósofos europeus da época do Iluminismo desenvolveram teorias da lei natural que influenciaram a adoção de documentos como a Declaração de Direitos de 1689 da Inglaterra, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789 da França e a Carta de Direitos de 1791 dos Estados Unidos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

A França dita regras em termos políticos, culturais e direitos humanitários. Viva a diferença! Liberdade, Igualdade e fraternidade! Lemas franceses. Assim, ao atacar a França, especialmente a Cidade-Luz, é como se atacassem toda a civilização ocidental, o que é simbólico. A Filosofia, a Teologia, a Psicologia, a Psicanálise, o Esoterismo, o Misticismo não nos deixam mentir: símbolos são carregados de significados.

Até espiritualmente há um componente preocupante: a luta é contra a LUZ.

Seja lá no que cada um acredite ou não, mais do que discutirmos sobre qual a tragédia que merece mais cobertura das mídias e, mesmo tendo consciência de que há manipulação por trás de muitas informações, distorcidas, tendenciosas e com suas mensagens subliminares, é hora de focarmos nossos pensamentos e vibrá-los em mais altas frequências, emanando eflúvios de luz, paz e esperança.

É, no mínimo, o que nos resta.

A imagemque ilustra este artigo se chama "As Crianças sabem da Paz", autoriadeTrisha Co Reyes, 13 anos de idade, Filipinas. A adolescente foi uma das vencedoras do grande prêmio do Concurso sobre a Paz, patrocinada peloLions Clube Manila Centennial.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo