A afirmação da presidente, justificandoo retorno da cobrança do imposto de movimentações financeiras, o famoso CPMF, é um caso de filme rebobinado. Muito antes, quando o PTera apenas um partidinho em ascensão, aCPMFveiocom a justificativa de por os gastos da saúde em dia. Foi durante a gestão de Adib Jatene, ministro da saúde, duranteo governo de Fernando Henrique Cardoso.

Nesta ocasião, o partidão e seus correligionários bradaram firme e forte contraa criação do imposto pelo governo, com fartas pedras, como sempre foi o costume deste partido.

Já se passaram 20 anos e muitos já se esqueceram, agora o partido das pedras na mão está no governo, com lama até o pescoço, sem capacidade de controlar seus gastos, e vem lançar mão do imposto que sempre criticou.

Esse governo não surpreende mais, conseguiu o quase impossível ao colocar o país no caos econômico e no penúltimo lugar da economia dos países latino-americanos, com crescimento negativo de3,0% no PIB de 2015, e tornando-se apenas menos incompetente que a Venezuela.

O que o governo pretende fazer comos cartões corporativos ilimitados? E com o avião que carrega o filhos de Gepeto para dentro e fora do país? Isso sem falar dos passeios de parlamentares por conta do uso de aviões da FAB, sempre divulgados pela mídia.

Quando o orçamento cede, por conta da recessão econômica criada pelo governo, este lança mão de cortes na educação, e atrasa repasses de verbas a hospitais públicos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política Opinião

Tudo para criar o caos e impor o MEDO, como uma forma de justificativa para lançar mão de mais um imposto.

O que está sendo feito com os royalties da exploração do petróleo? Alei previu que 75% dos royalties do petróleo seriam destinados a educação e os 25% restantes usados nasaúde. A presidente, de caneta em punho, sancionou a lei sem vetos.Estanotícia foi divulgada em 9 de setembro de 2013.

Em vez de retornar o imposto, o governo deveria tirar recursos do mesmo fundo com o qual quitou as pedaladas, uma conta de R$ 72,4 bilhões.

O maior legado que este governo pode dar ao povo brasileiro é fazer as malas e retornar para casa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo