O MEC - Ministério da Educação - perdeu em 2015 mais de R$ 10,5 bilhões que correspondem a 10% do orçamento e isso aconteceu no país que é chamado pela presidente Dilma Rousseff de "Pátria Educadora".

A escolha deste slogan serviu para mostrar que o Brasil é um país voltado para a Educação de sua população e que essa educação seria de qualidade e cada vez mais acessível pela população, porém o slogan "Pátria Educadora" serve hoje para vermos que a corrupção mais uma vez impediu o país de ser mais justo e melhor para sua população.

Em 2015 foram vários os cortes realizados nos programas de educação, além de pagamentos atrasados para os funcionários dessa área e para complicar um pouco mais, foram várias trocas de ministros, impedindo assim que um projeto fosse implantado e levado até o fim.

Logo no início de 2015, Dilma Rousseff já anunciou que seu mandato seria voltado principalmente para a educação. Pouquíssimo tempo tempos já começaram a surgir os primeiros problemas e a "Pátria Educadora" vou dando lugar ao "Pátria Corrupta".

O Fies e também o Pronatec foram os dois primeiros programas a receberem os cortes do Governo. Dilma, que em 2014 usou tanto esses dois programas para fortalecer sua campanha, se viu diante da necessidade de cortas gastos e a educação não foi poupada.

Para desespero de milhares e milhares de brasileiros, o Fies precisou ter seu acesso restrito a poucos e os pagamentos que deveriam ser feitos a empresas educacionais tiveram que ser adiados.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Educação

Para se ter uma ideia, 2015 teve 57% menos contratos do que 2014. Com isto podemos concluir que, se antes a educação era ruim, agora é muito pior.

O Fies recebeu em 2015, 16% menos que em 2014, foi um corte de mais de R$ 1,7 bilhão. E no Pronatec os cortes também não foram poupados e as novas turmas tiveram que ser adiadas, assim como houve atraso também para os pagamentos que deveriam ser feitos às escolas.

Se a educação já era ruim antes, em 2015 conseguiu ficar ainda pior e para 2016 as expectativas não são nada animadoras.

A “Pátria Educadora” se transformou na “Pátria Corrupta” e a antiga música da Legião Urbana continua mais atual do que nunca: “Que país é este?

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo